Diversos

Os 20 melhores versículos sobre dízimo

Versículos sobre dízimo
André
Escrito por André

Hoje quero trazer os 20 melhores versículos sobre dízimo que estão na bíblia. São versículos sobre dízimo que você pode utilizar no momento das ofertas durante o culto ou reunião de celebração de sua igreja. Estes 20 melhores versículos sobre dízimo estão divididos em 4 páginas neste post.

Se você conhece mais versículos sobre dízimo, não deixe de comentar, sempre inserimos as sugestões de versículos de nossos usuários.

Antes de mais nada, acho que vale a pena você dar uma olhada nesse vídeo:

Versículos sobre dízimo

Apresento nesta página os primeiros cinco melhores versículos sobre dízimo que encontramos na bíblia. O primeiro dele fala sobre o que existe de mais importante na relação do cristão com o dinheiro:

“Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria.” (2 Coríntios 9:7)

Em seguida trago um conjunto de versículos sobre dízimo que está entre os mais conhecidos e utilizados nas igrejas. Muitas vezes mal interpretado, mas válido para o assunto:

“Pode um homem roubar de Deus? Contudo vocês estão me roubando. E ainda perguntam: ‘Como é que te roubamos?’ Nos dízimos e nas ofertas. Vocês estão debaixo de grande maldição porque estão me roubando; a nação toda está me roubando. Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa. ‘Ponham-me à prova’, diz o Senhor dos Exércitos, ‘e vejam se não vou abrir as comportas dos céus e derra­mar sobre vocês tantas bênçãos que nem terão onde guardá-las.” (Malaquias 3:8-10)

Mais um versículo que fala sobre doar, este fala muito mais no sentido de ofertas e auxílio aos necessitados, mas nos traz uma verdade fundamental sobre a administração de nossas finanças à luz da Palavra:

“Há quem dê generosamente, e vê aumentar suas riquezas; outros retêm o que deveriam dar, e caem na pobreza.” (Provérbios 11:24)

Precisamos entender que dízimo e ofertas não devem ser atitudes feitas com peso ou com mesquinharia. Por isso o versículo acima é imprescindível para nós. O próximo versículo segue a mesma linha, mesmo que seja mais sobre ofertas do que um versículo sobre dízimo:

“Jesus sentou-se em frente do lugar onde eram colocadas as contribuições e observava a multidão colocando o dinheiro nas caixas de ofertas. Muitos ricos lançavam ali grandes quantias. Então, uma viúva pobre chegou-se e colocou duas pequeninas moedas de cobre, de muito pouco valor. Chamando a si os seus discípulos, Jesus declarou: ‘Afirmo que esta viúva pobre colocou na caixa de ofertas mais do que todos os outros. Todos deram do que lhes sobrava; mas ela, da sua pobreza, deu tudo o que possuía para viver’.” (Marcos 12:41-44)

O versículo sobre dízimo a seguir fala que tudo pertence ao Senhor. Por fazer parte da lei, muitas vezes é completamente execrado por algumas pessoas.

“Todos os dízimos da terra – seja dos cereais, seja das frutas – pertencem ao Senhor; são consagrados ao Senhor.” (Levítico 27:30)

Nas próximas páginas temos a continuação com mais versículos sobre dízimo. Não deixe de visitar e de opinar sobre o assunto.

Outros posts sobre dízimo

Como esse é um assunto que já falamos muito aqui no blog, gostaria de listar outros posts que escrevemos e podem ser úteis. Nesses posts não falamos apenas de versículos sobre dízimo, mas de dicas, bases bíblicas e mais:

  • 10 dicas para ministrar dízimos e ofertas: um post essencial para quem vai passar por esse momento em sua igreja. Nele eu falo sobre apelo emocional, a importância de estudar, estrutura básica e oração;
  • Dar o dízimo ou não: este texto, um dos mais antigos do blog sobre o assunto, foi escrito pelo grande LHDessart que, na época, se aventurava mais com seus blogs;
  • Deus não quer seu dinheiro: neste texto falo sobre como as pessoas têm enxergado esse assunto atualmente;
  • O fim das discussões: numa tentativa de dar um fim às infindáveis discussões que posts como esse geraram, resolvi escrever um pouco sobre as nossas prioridades;
  • A base bíblica do dízimo: minha opinião sobre os motivos que me levam a crer que o dízimo é atemporal;
  • Mordomia cristã: vale também conhecer o trabalho do Samuel Vinícius, que fez um infográfico bem bacana sobre o assunto.

Temos muito mais textos aqui no blog que falam sobre o dízimo, se você procurar bem vai achar. Porém, creio que estes links já ajudem bastante.

Opiniões além da minha

Dentre todos os vídeos que vi por aí, o da galera do “Dois dedos de teologia”, como sempre, aborda o tema do dízimo de uma maneira muito legal. Porém os caras resolveram tirar o  vídeo do ar. Uma outra pessoa que tratou bem do assunto foi o Douglas Gonçalves. O fato de ter colocado o vídeo dele aqui não significa que eu concordo com tudo o que ele fala, apenas que abordou bem o tema:

Perguntas que sempre recebo

Algumas perguntas são muito recorrentes na área de comentários, por isso resolvi colocá-las aqui e tentar responder da melhor maneira possível. Caso você tenha uma pergunta que gostaria que eu respondesse aqui, seja cordial em seu comentário e, se eu souber respondê-la, colocarei aqui.

Quem recebe o dízimo é o pastor?

Isso vai de igreja para igreja. Na minha opinião o dízimo vai para a administração financeira da igreja, que pode ou não ser cuidada pelo pastor. Minha humilde sugestão é que o pastor não esteja à frente da administração financeira, para não ter um acúmulo muito grande de responsabilidades.

Você é pastor? Você recebe os dízimos de alguém? É por isso que você defende o dízimo?

Não. Não. Não.

O dízimo é 10% de minha renda bruta ou líquida?

Tudo o que fazemos na igreja deve ser feito de maneira livre e sem obrigação alguma. Por esse motivo, a resposta à essa pergunta deve vir da direção do Espírito Santo. Faça conforme você tiver proposto em seu coração.

Todavia, lembre-se que essa é apenas a minha opinião. Não tenha como regra, apenas como mais uma opinião da internet.

Obviamente ainda existem outras perguntas que quero responder aqui. Conforme elas forem surgindo, eu atualizo o post.

Contribuições dos leitores

Apesar da nossa lista de versículos sobre dízimo ser bem extensa, alguns leitores lembram-se de textos que deixamos passar. É o caso do nosso leitor Vagner Silva, que considerou o seguinte texto:

“E as vossas sementes, e as vossas vinhas dizimará, para dar aos seus oficiais, e aos seus servos.” (1 Samuel 8:15)

Caso você se lembre de outros textos, deixe o seu comentário no final desse post.

Comentários interessantes que já recebi

Esse post sobre dízimo é um dos que mais incita as pessoas a comentarem aqui no blog. Algumas pessoas que comentam, mesmo com opiniões diferentes, são muito cordiais e respeitosas. Aproveito para agradecer às participações dos leitores Carla, Han e Roberto Nogueira que proveram discussões interessantíssimas a respeito do assunto.

Porém, algumas pessoas geram comentários mais interessantes. Dou-me a liberdade de selecionar alguns, que você encontra na área de comentários, um pouco mais para o final do post:

Segundo o comentário abaixo, eu ainda preciso me converter:

“Eresias, renega a aliança com Cristo, ninguém é sacerdote levita, Abraão dizimou voluntário, despojo. A ordem e lei era as tribos é só podia ser recebido pelos sacerdotes, converta se a Cristo pare de ensinar parábolas e versículos para os falsos”

Outro comentário interessante é o que diz que o dízimo vai para o pastor. Não, não vai.

“Julgai vós mesmo: Vcs acham justo quem recebe salario mínimo, e ainda paga aluguel com filhos para criar, tirar 10% para pastores? Pois eu digo: Estão fazendo o contrário que jesus ensinou, pois todos seremos julgados por isso!”

Na lista de quase mil comentários, temos mais alguns pedindo para eu me converter:

“Vc é ui m filho do diabo rapaz, só usa verso isolado assim como o diabo faz….vai se converter!!!!”

E ainda temos aqueles que apontam para a igreja do amiguinho:

“o difícil, é separar os verdadeiros adoradores das religiões atuais que de igreja primitiva não tem nada pois hoje a começar pela católica, não estão fazendo a vontade do criador “

Eu poderia ficar durante horas aqui lembrando outros comentários interessantes, mas acredito que esses já sejam o suficiente. Eu não quis expor ninguém com isso, apenas lembrar os leitores sobre como nós podemos perder a compostura e como isso é indelicado para qualquer um.

Ainda está com dúvidas? Calma, tem mais, com o tempo eu vou atualizando esse post.

Termos de busca para esta página: versículos sobre dízimo, versículos de dízimo, dízimo na bíblia, versiculos sobre dizimo, versículo sobre dízimo, versículo do dízimo, versículo bíblico sobre dízimo, versículo dízimo, dízimo versículo bíblia, o que a bíblia fala sobre dízimo, o dízimo é bíblico, dízimo, dizimar

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

861 Comentários

  • Caro irmão André, graça e paz, mais uma vez, deixo meu comentário!2Co 9,7, nunca foi, e nunca será texto sobre dízimo.Respeito seu trabalho e seu site, porém amigo é quem fala a verdade.Esta passagem fala de “contribuições”.Aliás, se voce achar, no novo testamento, contexto sobre a entrega do dízimo me avise!A viúva pobre deu uma oferta que era destinada para a manutenção do templo!Mesmo porque dízimo sempre foi produtos agropecuário, nunca dinheiro!Os demais tópicos mencionados, são da velha aliança, pacto obsoleto nos dias de hoje dos quais as instituições religiosas , torcem a palavra de Deus para poderem arrancar a lã das ovelhas!

    Abraços

      • Sérgio, aproveita enquanto estuda Hebreus e presta bastante atenção nos versículos 12 e 14 do capitulo 7!
        # Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada. Gálatas 2:16
        #Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído. Gálatas 5:4

        Concordo plenamente com nosso amigo Roberto Nogueira! Que Deus vos abençoe

        • Olá Rick, obrigado pelo comentário.

          Esta questão dos dízimos é sempre muito delicada e precisamos tratar cada opinião, igual ou diferente da nossa com profundo respeito.

          Deus abençoe sua vida.

    • Irmão Roberto Nogueira, não sei se você é pastor ou se exerce algum cargo na sua igreja, não sei se és dizimista, se a igreja que você pertence paga aluguel ou é templo próprio. Mas gostei da sua colocação com respeito ao dízimo na antiga aliança estar relacionada ao PRODUTO AGROPECUÁRIO, tem sentido sim; mas se você permitir eu quero acrescentar um “pensamento teológico”. Naquele tempo, já se vinha trazendo a tradição de dizimarem do produto da terra, mas não podemos nos esquecer que os que não plantavam, não podiam dizimar do produto da terra, e eles dizimavam dos rebanhos ou do produtos de sua renda, por ter existido um tempo que não havia moeda corrente. Hoje por exemplo, todo produto do nosso trabalho seja AGROPECUÁRIO ou não, é transformado em dinheiro(moeda corrente de cada país), e é dele que nós dizimamos. Quero acrescentar um versículo pra sua meditação “Daí(imposto) a césar o que é de César e a(imposto) Deus o que é de Deus. (Mt 22.21). O dízimo é um tipo de imposto para manter a casa de Deus em todas as coisas que precisar, as ofertas alçadas por sua vez são para acrescentar suprimentos de necessidades esporádicas da casa de Deus.

      Obrigado meu irmão, a paz do Senhor Jesus Cristo.

      • Caro irmão Agnaldo, seu comentário foi inteligente, mas não verdadeiro!O dízimo era de produtos agropecuário por serem criados por ele, já o dinheiro é criação do homem!O dízimo, na velha aliança servia, única e exclusivamente para saciar a fome dos Levitas, pobres, viúvas e estrangeiros.Coisa que não é observada nos dias de hoje!Outro erro que cometeu, foi quando citou”dai aCésar, oque é de Cesar, e à Deus o que é de Deus”, releia e verá que o sentido é:dai a Cesar, o que ele busca:dinheiro, poder e notoriedade sobre os outros!Já com Deus, é o que ele quer de nós:amor, obediencia, fidelidade…

      • CARO AGNALDO, NAQUELE TEMPO, JÁ EXISTIA MOEDA CORRENTE, ( DT14, DE 24 À 26)OUTRA COISA, NA ÉPOCA DO VELHO TESTAMENTO, A ORDEM ERA TEOCRÁTICA, ISTO É, GOVERNO E RELIGIÃO ERAM UNIDOS!DÍZIMOS SÓ PODERIAM SER RECEBIDOS PELOS LEVITAS, PORQUE NÃO TINHAM HERANÇA!E O PRINCÍPIO DO DÍZIMO ERA SOCORRER LEVITAS, POBRES VIÚVAS E ESTRANGEIROS!HOJE NADA DISSO É LEVADO EM CONTA!AS INSTITUIÇÕES RELIGIOSAS, SE APROVEITAM DA FALTA DE CONHECIMENTO BÍBLICO DE SEUS MEMBROS, E ARRANCAM SUAS LÃS!

        • Olha quem voltou!!!! Bem-vindo de volta Roberto! Obrigado pelo comentário.

          Peço apenas que, da próxima vez, tome o cuidado de não escrever tudo em letras maiúsculas. Para quem não lhe conhece parece que você está um pouco exaltado, o que não é verdade, não é mesmo?

          Roberto, nunca lhe perguntei isso, qual igreja você frequenta?

          Obrigado.

    • Boa noite,
      Como podemos ver Jesus tinha recursos, pois muitos ajudavam e contribuiam com a obra.
      Marcos 6:35-37
      E, como o dia fosse já muito adiantado, os seus discípulos se aproximaram dele, e lhe disseram: O lugar é deserto, e o dia está já muito adiantado.
      Despede-os, para que vão aos lugares e aldeias circunvizinhas, e comprem pão para si; porque não têm que comer.
      Ele, porém, respondendo, lhes disse: Dai-lhes vós de comer. E eles disseram-lhe: Iremos nós, e compraremos duzentos dinheiros de pão para lhes darmos de comer?

      abraços

  • Eu dava o dízimo porque era muita preocupado em fazer o correto mas procurei saber sobre o assunto e buscar a verdade.
    Os lideres da igreja onde congrego eles não obrigada diretamente no entanto se quiser crescer no ministério é obrigatório ser dizimista nunca concordei com isso, agora resolvi ir mais alto com Deus examinando profundamente as santa escrituras.

    • Olá Darieldo. Respeito sua opinião e lamento se a Palavra, em algum momento, foi ensinada da maneira errada. Dízimo é um ponto muito polêmico das escrituras atualmente. Eu sou dizimista e respeito totalmente quem não é. Continuemos crescendo em graça e fé.

      Paz.

    • perdoe a minha audácia querido, mas, dizimo é uma questão de fé, assim, se você não crê que tudo o que você tem foi Deus que te deu, vc jamais compreenderá a essência de ser um dizimista. Quando questionamos essa matéria, é porque na verdade ela nunca entrou no nosso coração, assim, não adianta tecer comentários, pois a alma é argumentativa e só irá absorver aquilo que é interessante e que alimenta os seus conceitos interiores.
      Por fim, vi em outros comentários sobre a abolição do dizimo no novo testamento. Perdão a todos, mas se você é apenas neotestamentário, vc vai enfrentar um problema serio de viver um cristianismo sem raízes, porque Cristo não é uma inovação do céu, mas, um cumprimento da promessa feita qnd o homem pecou no jardim. Jesus não anula os princípios, Ele os restabelece. mas como disse, isto é fé, e sem fé não há discernimento.

      • Caro irmão Sérgio, já que voce foi audacioso!serei também!Voce comentou que a pessoa vivendo só do novo testamento, vive um cristianismo sem raízes…Peço que reconsidere sua observação!o velho testamento, como como o próprio apóstolo Paulo diz:pois são “sombras das coisas futuras”(Cl2;17).Outra coisa, seria necessário, avisar os apóstolos, pois não ensinaram aos gentios sobre o dízimo, pelo contrário, mandou-nos observar apenas isso:(At15,29)”Que vos abstenhais das coisas sacrificadas à ídolos, e do sangue e da carne sufocada, e da fornicação das quais coisas bem fazeis se vos guardardes.Bem vos vá”.Se quer dar dízimo, o problema é seu!não vai perder a salvação por isso!mas, dizer que é prática neotestamentária, e ainda por cima, questão de fé?valor pré-fixado?Fé, tem que vir do coração, e não de 10% da lei de Moisés!O dízimo ficou cravado na cruz de Cristo!não tente ressuscitá-lo! Abraços

      • Sergio, eu simplesmente vi coerência em tudo que colocou, as pessoas acham que porque Jesus veio e trouxe o novo testamento , que tudo que foi aprendido pelos homens e mulheres de Deus tem que ser apagado e guardado na gaveta, só o Senhor é meu pastor e nada me faltará que continua valendo. pra mim a bíblia é um complemento velho-novo testamento e dizimo é sinal de fidelidade e gratidão a Deus. Que Deus abençoe você!

        • Muito bem colocado Cíntia, queremos o Deus de Israel mas não queremos as obrigações que o povo de Israel tem para com esse Deus.
          E pra quem não é dizimista não era para desfrutar do conforto que tem na sua igreja, cadeiras almofadadas, ar condicionado, água, luz, o suco de uva e o pão da Santa Ceia tudo isso é pago com o dinheiro dos dízimos e das ofertas.
          Pense Nisso!!

          • Mas geralmente quem não é dizimista, e ainda combate o dízimo, não frequenta nenhuma igreja ,ou seja são os desigrejados

          • Olá Maria, obrigado pelo comentário.

            Maria, da mesma maneira que falo para aqueles que dizem que todos os pastores que pregam o dízimo são ladrões, peço que você tome cuidado a julgar todas as pessoas como tendo as mesmas intenções ou sendo iguais.

            Nem todos que combatem o dízimo são desigrejados. Muitos frequentam igrejas que não tem o dízimo como prática.

            Deus abençoe sua vida.

  • É muito fácil eles chamarem os irmão de ladrão lendo Malaquias 3:8 -9
    Isolando os primeiros capítulos …

      • Parabéns André pela sua atitude de falar da Palavra de Deus sem restrições. Dízimo é algo que só quem crê sabe do poder de Deus sobre ser dizimista. Deus é o mesmo ontem, hoje e sempre. Ser dizimista è muito pouco ainda, entregar somente 10% e ficar com 90%. Deus é muito bom pra nós. Tudo é Dele, a verdade é que tudo vem das mãos Dele pra nós, entregamos tão pouco. Agora a forma de administrar esse recurso dentro da instituição denominada Igreja è que tem que ser com temor e tremor. Pois eu particularmente penso que é mais fácil ser dizimista do que ofertante. Pois o dízimo é estabelecido e a oferta são pra os corajosos. Não sei porque as pessoas tem tanta dificuldade em dizimar. É mandamento com promessa!!!

  • a paz do senhor. durante muito tempo tive um certo preconceito a respeito de dizimos e ofertas, mas o conhecimento e a verdade nos liberta e abre os nossos olhos. é biblico e necessario para manter a obra do senhor. independente de como vai ser usado eu faço a minha parte e dou de coraçã0.

  • SOBRE DIZIMO NÓS QUE ACEITAMOS JESUS E TODO CRENTE QUE LER A BIBLIA PRECISA ENTENDER EM MALAQUIAS
    QUE precisamos entregar o dizimo e oferta para que o devorador não entre em nossa vida e deus nos abençoe eu aceitei jESUS em 1998 ninguem precisou chegar em mim e falar para dar o dizimo estou dando o dizimo de tudo o que recebo por exemplo trabalhio na portaria 12 horas descanso 36 hs trabalho todos os dias na mquina de sorvete
    e recebo akuguel de uma casa que tenho em São paulo e dou o dizimo de tudo isso que recebo e meu grande testemunho atraves do DIZIMO É QUE ATÉ HOJE APOS EU ACEITAR JESUS NUNCA ME FALTOU NADA INCLUSIVE NESTA CRISE ATUALMENTE DEUS ESTA ME HONRANDO SE PERGUNTAREM PARA MIM COMO

  • É QUE FAÇO PARA DAR O DIZIMO SEM FALHAR É MUITO SIMPLES A BIBLIA NOS ENSINA QUE O DIZIMO SÃO AS PRIMICIAS OU SEJA EU RECEBO E A PRIMEIRA COISA QUE FAÇO DE TUDO É TIRAR OS 10% E PASSAR COM A MAIOR ALEGRIA PARA A IGREJA QUE HOJE CONGREGO QUE É ASSEMBLEIA DE DEUS MINISTERIO DO BELEM
    E ESPERO QUE TODOS OS QUE ACEITAREM JESUS FAÇAM O MESMO PARA SEREM ABENÇOADOS COMO EU ESTOU SENDO ABENÇOADO ATÉ HOJE DIA 21/07/2015

    JESUS TE AMA E EU TAMBÉM

  • Dízimos e ofertas é na verdade um princípio espiritual…
    Ou coloco em pratica em minha vida ou nao coloco.
    Sou dizimista e ofertante graças a Deus e me alegro com isso pois sou eu e Deus, isso nada tem a ver com homens no meu caso.
    Questão de fé e sou muito abençoado por isso.
    Parabéns irmão pelo blog
    Que Deus te abençoe .

  • Se eu não puder separar 10% da minha renda para o templo de Deus,misericórdia( Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração.
    Mateus 6:21
    Dizimo não é obrigatório,mais não é desculpa para não ofertar a casa de Deus sou dizimista não por obrigação mais com alegria.

    • Meus caros irmãos, só é capaz de devolver o que pertence ao SENHOR, quem compreendeu o amor incondicional do Deus do Antigo e do Novo Testamento. Se não for assim, nossos argumentos soarão como afronta aos ouvidos dos que não entendem o valor da Graça (favor que não merecíamos ou imerecido).

      • Olá Nivaldo, obrigado pelo comentário. Tome cuidado apenas com o tom de suas palavras ok? Este é um blog de família.

        Além disso, colocar todos os pastores no mesma classificação é um erro gravíssimo de julgamento.

        Obrigado.

    • Com certeza Debora, concordo com você.
      Se um crente deseja dizimar voluntariamente ou com base em uma convicção, não há problema.
      O dízimo chega a ser um problema quando é apresentado como um mandato de Deus, obrigatório
      para todo crente. O que acontece na maioria das igrejas modernas!

      • Olá Rick, obrigado pelo comentário.

        Este é justamente o ponto que eu normalmente discordo das pessoas: será que isso acontece realmente na maioria das igrejas modernas? Será que é na maioria mesmo ou apenas em algumas denominações maiores? Eu não conheço todas as igrejas e não posso responder isso, mas acho muito estranho pensar tantas igrejas sejam assim.

        Deus abençoe sua vida.

  • Caro irmão Roberto nogueira!A paz de Cristo;respeito sua posição,mas não concordo! procure no evangelho de Lucas 11.42, e você verá que Jesus retificou e aconselhou continuar dizimando;ele retificou porque os hipócritas(farizeus) dizimavam com excelência,mas esqueciam o amor e a justiça de Deus.Isso deixa claro que devemos dizimar sim,mas entender que dizimar não está acima de amar e praticar a justiça.

    • Caro C.B.C, infelizmente, as pessoas “comem das mãos de pessoas má intencionadas!Como, talvez, seja seu caso!Na passagem que voce citou, Jesus repreende os fariseus, alertando-os dos princípios fundamentais:justiça, misericórdia e a fé…sem contar que a passagem está em Mt23-23!Ele estava cumprindo a lei, para que voce e eu não mais tivessem essa necessidade de cumprí-la!Lei, essa que ficou cravada na cruz de Cristo!Sem contar que “novo testamento”, só quando Jesus diz:está consumado!Não se engane, dízimo, ofertas, salário de pastor, sacerdote, altar, templo, etc…não existe mais!Aprenda com a palavra de Deus, e não com seu pastor!medite, segundo seu entendimento, e não, segundo a ótica do pastor!E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará(Jo8:32)Fiz me acaso seu inimigo, dizendo a verdade?(Gl4:16)

      • Roberto, mais uma vez obrigado pelo seu comentário. Aprecio que continue tratando os irmãos, independente da divergência de opiniões, com respeito.

        Deus abençoe sua vida.

      • Paz de Cristo.A luta dos crentes não é contra a carne irmão!Mas me parece que o irmão insiste em não interpretar o versículo direito,procurando então um preceito p/ não devolver o dízimo.Eu lhe citei Lucas 11.42,mas mesmo em mateus 23.23,na aplicação:”DEVEIS PORÉM FAZER ESSAS COISAS E NÃO OMITIR AQUELAS”;parafraseando isto,ele diz que devemos sim DIZIMAR,mas não esquecer o juízo e a misericórdia.Devemos entender que no cumprimento da lei em sua vinda,Jesus destituiu algumas coisas e retificou outras,como é o caso do dízimo.Pegar um versículo,isolá-lo e fazer referencias às nossas vontades é uma coisa perigosa;para isso temos as ferramentas de interpretação da bíblia:SIGNIFICADO NORMAL,FIGURA DE LINGUAGEM E CONTEXTO

        • Caro C.B.C, mais explícito do que eu expus à voce, impossível!Quando Jesus disse que deveriam fazem estas coisas, sem omitir aquelas, o que ele estava fazendo?Cumprindo a lei!Voce fêz uma “inversão”do texto, querendo um pretexto!Jesus estava cumprindo a lei, tanto é que em Mt8 2-4, Lc 5, 12-14 e Mc 1, 40-44, Jesus, após curar um homem de lepra, manda-o mostrar ao sacerdote para fazer uma oferta de sacrifício!O sacerdote mataria talvez, um pombinho para justificar a cura!Se Jesus consentiu o dízimo, na passagem de Mt 23-23, tambem deveria ter concedido que em todas as curas matassemos animais!Não se engane se dízimo fosse para nós os gentios na nova aliança, estaria em Atos dos Apóstolos no capítulo 15!Nos versículos 28 e 29 do mesmo capítulo diz:Na verdade pareceu bem ao “Espírito Santo” e à “nós”não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias:Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da fornicação das quais bem fazeis se vos guardardes.Bem vos vá.Se dízimo fosse prática neotestamentária, com certeza, estaria neste capítulo!

          Abraços

          • Roberto, obrigado mais a vez pelo comentário. Acredito que cada um tenha um ponto de vista e não será muito simples de se convencerem de algo diferente do acreditam atualmente.

            Agradeço pela participação e acredito que o melhor seja cada um irar e pedir direção a Deus.

            Paz.

          • Creio que o tempo que passamos tentando ensinar uns aos que não querem enxergar é tempo perdido. O Senhor não cobrará de nós.
            Poderíamos estar anunciando o Evangelho àqueles que ouvem a voz do Espírito Santo.
            Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.
            Gálatas 1:9b

            Fiquem na paz,

          • Jeanne, obrigado por participar do blog. Continue ligada em nossas postagens. Temos textos novos todos os dias.

            Deus abençoe sua vida!

      • Caro Roberto Nogueira, sei que cada um fala o que a própria pessoa permite o Espírito Santo lhe revelar, ou ela (a pessoa), se dispõe consoante seu próprio entendimento. O texto é bem claro que o Senhor Jesus está alertando quanto à hipocrisia dos fariseus, mas de forma alguma esta abolindo a devolução do dízimo, veja: “…devíes, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas”. É a mesma coisa que diz em Tg. 2:14 e 26. Então, de que adianta fazer uma parte bem feita, por exemplo, devolver dízimo de forma correta e não amar o próximo? É como um corpo sem o fôlego de vida. É isso que Cristo está alertando. Devolver dízimo é questão de fé. Se a pessoa não permitir, jamais ela entenderá o que é devolver o dízimo, tampouco, amar o próximo. Precisa ser o Espírito Santo que revele, pois só o Senhor Jesus, na pessoa do Espírito Santo, pode revelar. Quem entender que a devolução do dízimo não existe é porque o Cristo ainda não lhe foi revelado. As sofismas e altivez – sabedoria humana, impediu. A pessoa pode até falar de Cristo, contudo, não fala o Cristo. Outra coisa: As palavras dízimo “a décima parte” e o verbo dizimar, que significa “destruir, devastar” ou “matar em grande número”, são derivadas do termo latim decimus, entretanto, mesmo com o “grau de parentesco” próximo entre o substantivo dízimo e o verbo dizimar, eles não têm nada a ver um com o outro. Com isso, quero dizer que fica melhor a colocação acerca da décima parte: devolver o dízimo, não dizimar, e devolver porque não é seu. Assim, queridos, isso que coloquei aqui de forma alguma é para polemizar, irmão contra irmão, (você contra C.B.C ou quem quer que seja), mas expressar o que pude entender na passagem de Lc 11:42. Aproveito aqui para deixar uma referência (João 15:12), que sei é bastante conhecida dos queridos irmãos, mas entendi como propícia para este e outros fatos tidos como polêmicos. E que o Pai seja glorificado no Filho na vida de vocês. Que o Senhor os abençoe e fiquem na Shalom de Deus, em Cristo Jesus, o nosso Único Salvador e Senhor.

  • A graça é a dispensação da plenitude de Deus! Na graça Deus se relaciona com o ser humano de forma direta, pois o espirito santo habita no homem. A questão do dizimo não se resume a ordenanças da antigo aliança, isto porque, a nova aliança é uma reprodução clara da antiga aliança. Tudo do antigo pacto apontava como sombras para o novo. Outra questão relevante pertinente ao assunto é com relação aos príncipios divinos que norteiam o dizimo. A luz da bíblia podemos sitar aqueles que jugamos ser mais importantes; 1º PRINCÍPIO FÉ – A registros bíblicos que na pré-historia o homem já se relacionava com Deus demonstrando a sua fé e trazendo-lhes ofertas de valor economico Gn 4. 4. O referido texto diz que Abel trouxe dos primogenitos das suas ovelhas e da sua gordura, isto é, o melhor da sua produção e trabalho. 2º PRINCIPIO GRATIDÃO- GN 28.20-22. Como forma de gratidão Jacó promete a Deus em Betel que se ele o ajudasse em seus planos e projetos na viagem a casa de seu tio Labão e regresso para a casa de seu pai, ele tomaria Deus por seu Deus e de tudo que Deus lhe desse ele certamente lhe daria o dizimo, reconhecendo que Deus é o grande doador e o Deus todo poderoso. 3º PRINCÍPIO MORDOMIA- O reconhecimento da soberania de Deus, implica saber que ele o dono de tudo e nos somos dependentes dele, nos somos apenas mordomos ele é o dono pois só ele é o EI ELYON (O DEUS ALTISSÍMO) Amados se na biblia não tivesse nada sobre dizimo mesmo assim deveriamos entender que o dizimo não é maléfico é benéfico. E lamentável a postura de alguns cristãos relativo ao assunto, na minha modesta opinião estes cristão que são contra o dizimo, não passam de céticos e fariseus contemporanios, avarentos e mesquinhos, amantes de si mesmos…

      • Olá, obrigado mais uma vez pelo seu comentário, apesar de não saber seu nome, sei que você sempre lê nossos posts.

        Continue ligado no blog.

        Paz.

    • Graça e paz, Wellington Santos!Interessante seu comentário!Muito bom!Voce diz,que em sua “modesta opinião”, os que são contra o dízimo, não passam de céticos e fariseus contemporanios, avarentos e mesquinhos, amantes de si mesmos…Ótimo perfil de cristão!com certeza, voce segue à Jesus!não julga, é brando no comentar, excelente!Mas, deixando de lado seus extraordinários comentários, vamos ao que interessa!Já disse isso aqui, e torno a dizer:quer dar o dízimo, dê, é problema seu!Agora dizer que é prática neotestamentária, isto tenho que discordar!Sobre os três princípios que voce abordou acima, deixarei minhas considerações:no primeiro, realmente Deus sondou o coração de Abel, coisa que não podemos interferir, agora no segundo, dizer que Jacó deu por gratidão, já é de mais!Ele quiz fazer “barganha” com Deus dizendo:se o Senhor fizer isto, e aquilo, mais aquilo outro, e me ajudar em tudo, então lhe darei o dízimo!Wellington, ache pra mim, onde consta que Jacó deu esse dízimo!Não consta na bíblia!Sabe o porque?Ainda não existia o templo, sacerdote, etc…E quanto ao terceiro princípio, com referência à soberania de Deus, Jesus deixou vários exemplos de como devemos cumprí-los:Mt, 25 a partir do versículo 34, tive fome e , não me deste de comer, tive sede e não me destes de beber…hoje nós somos boca, olhos e mãos de Deus!È voce quem tem que fazer o bem ao próximo, que adianta dar o dízimo na instituição religiosa, e virar as costas para o problema!Na velha aliança, o Judeu trazia seu dízimo, e os levitas distribuiam entre eles, e orfãos, viúvas, estrangeiros e pobres….Agora somos nós que devemos fazer o bem aos que necessitam!Mais uma observação:quando a “igreja” recebe os dízimos dos fiéis, eles vão diretamente para os pobres?ou para se assalariar pastores e empregados!reflita e, se quiser continuar dando dízimo, não perderá sua salvação por isso!Mas esta prática , assim como as outras 612 leis, foram cravadas na cruz de Cristo!

      Abraços

      • Roberto Nogueira PERCEBI QUE VOCÊ ESTÁ AFASTADO DO CAMINHO CAMINHO DO SENHOR. VOLTE ELE ESTÁ TE ESPERANDO PORQUE ELE TE AMA.

        • Olá Anderson. Perdão, mas não concordo com sua afirmação. Como você pode julgar que o irmão Roberto está afastado do “caminho caminho” do Senhor? É pelo fato dele não concordar com sua opinião?

          Obrigado e, da próxima vez, tente ser um pouco mais cordial com quem comenta no blog, ok?

          Paz.

        • Caro “Irmão em Cristo”!graça e paz!Meu irmão, desde que entreguei minha vida para o autor e consumador da minha fé:Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, nunca me afastei dele!Farei uma pergunta à você:Acha que estou afastado dos caminhos do Senhor, por qual motivo?Se for pelo fato de não concordar com esse “imposto religioso”, estude todos as passagens que se referem ao dízimo, e verá que esse mandamento teve seu fim com a ressurreição de Cristo, foi um mandamento específico para os Judeus!Quanto ao que você acha, em relação à mim, leia Mt, cap.7, vers.1e2:”Não julgueis para que não sejais julgados.porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também.”

          Abraços

Deixe um comentário