Destaque Mensagem

Por que dar o dízimo – As despesas da igreja

Por que dar o dízimo - As despesas da igreja
Escrito por André

 Por que dar o dízimo - As despesas da igreja

Deixando de lado, se é que posso, o fundamento bíblico, ou a falta dele para alguns, sobre o por que dar o dízimo ou sobre por que não dar, e também deixando de lado as intermináveis discussões que já existiram aqui no blog sobre o mesmo assunto, gostaria de explicar alguns dos porquês de eu dar o dízimo.

Sim, sou dizimista, não abro mão disso. Sim, respeito quem tem uma opinião diferente. Não, não quero criticar nem iniciar uma caça às bruxas.

Por que dar o dízimo? Pois eu entendo que minha igreja precisa de recursos para se manter, para as contas de luz, água, manutenções, outras propriedades, aluguéis e tantas outras contas das quais nem mesmo faço ideia.

E aqui você poderia argumentar que para isso não são necessários dízimos, que apenas as ofertas da igreja poderiam sustentá-la. Eu concordo, mas eu entendo que o dízimo constante dos fieis permite que a igreja tenha mais previsibilidade para futuros investimentos.

Isso significa que o pastor não vai precisar ficar pedindo uma oferta especial todas as vezes que precisar de uma reforma. Todos os mais experientes sabem a dificuldade que é quando um pastor tem que pedir uma oferta para algo necessário. Alguns não acham a reforma necessária, outros acreditam que o dinheiro poderia financiar outras obras, etc e etc.

Vou dar um exemplo: certa vez o muro que divide nossa igreja com o estacionamento ao lado caiu e destruiu cinco carros. Graças a Deus ninguém se feriu. Apesar da culpa ser do estacionamento, que não fazia o correto escoamento da água, a igreja prontamente comprou carros novos para aquelas pessoas que haviam sido prejudicadas. Se não me engano um carro pôde ser reformado e a igreja pagou.

Utilizando este imprevisto real como exemplo, eu te pergunto algo: se a nossa igreja não tivesse dinheiro em caixa, em parte por conta dos dízimos, quanto tempo levaria para que aqueles cinco pais de família tivessem carros para trabalhar, fazer compras e levar seus filhos no hospital? Se fôssemos depender de uma oferta especial, quando poderíamos reformar o muro?

Se a igreja pode manter um caixa para estas e tantas outras coisas, por qual motivo não fazê-lo? Veja não estou dizendo que os fieis são enganados ou que são obrigados a dizimar, estou apenas tentando, de maneira sucinta, explicar um dos motivos pelos quais eu dou o dízimo.

Você pode ser mais, digamos, enfático, e dizer que Deus é o dono do ouro e da prata e, se algo está faltando é por que a igreja está em pecado, que é Ele quem supre a igreja e tudo o mais.

Apesar de não ter muita paciência para contra argumentar este tipo de questionamento, vou resumir meu ponto em: sim, Deus é dono do ouro e da prata e os deu aos fieis da igreja, através de seus trabalhos, para que abençoassem a igreja através dos dízimos e das ofertas.

O meu argumento sobre por que eu dou o dízimo não acaba aqui, por isso fique atento ao blog para os próximos posts:

Paz

Sobre o autor

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

7 Comentários

Deixe um comentário