Mensagem

Por que eu preciso dar o dízimo? Por que eu não amo o dinheiro

 Por que eu preciso dar o dízimo? Por que eu não amo o dinheiro

Por que eu preciso dar o dízimo? O que eu mais vejo nos comentários de posts que falam sobre isso é que o dízimo não é bíblico, que os que dizimam estão sendo enganados, que os pastores estão nadando no dinheiro enquanto os fieis passam fome etc. Na maioria dos casos, o cheiro que eu sinto quando leio estas coisas, não é de cuidado com a Palavra ou com o rebanho, mas é uma pontinha de “não toque no meu rico dinheirinho”. O cheiro que eu sinto é de amor ao dinheiro…

Vamos lá, se eu não amar ao dinheiro e estiver livre de suas malignas amarras, por que vou me preocupar em dar parte de meus ganhos para a igreja?

“Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes.” (1Timóteo 6:7,8)

Se eu for levar em conta o que o tão citado Paulo disse a respeito do dinheiro e a relação que ele deve ter com nossa felicidade, por que criticar tanto o dízimo? Eu deveria estar contente por aqueles que dizimam e permitem que a igreja cresça, que não têm sua felicidade condicionada ao dinheiro. Eu deveria estar feliz pois sei que existem pessoas livres das amarras do dinheiro, que o usam como instrumento e não usadas por tal.

E, para finalizar, deixo mais um versículo: “Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores.” (1 Timóteo 6:10)

Obviamente este ponto não encerra o assunto, leia os outros posts onde falo sobre o dízimo:

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

3 Comentários

Deixe um comentário