Deus não quer seu dinheiro!

“E, ainda que me ofereçais holocaustos e vossas ofertas de manjares, não me agradarei deles, nem atentarei para as ofertas pacíficas de vossos animais cevados.” (Amós 5:22)

Nesse versículo Deus está chamando a atenção de Israel dizendo mais ou menos o seguinte:  vocês não vão me comprar com ofertas, quero muito mais que isso.

Infelizmente ainda vejo muitas pessoas que não entendem que as nossas ofertas devem agradar a Deus e não tentar comprá-lo. Nossas ofertas não são uma moeda de troca em favor das bençãos do Pai. Ele nos abençoa pois nos ama, não por ofertarmos ou pela quantia que entregamos.

O que Deus quer é uma vida entregue. Ele quer santidade, rendição e intimidade. Sem isso, nossas ofertas são desagradáveis para o Senhor. Se temos tudo isso vivemos dentro da vontade do Pai e somos guardados por Ele.

Porém é extremamente importante que eu também fale sobre o outro lado desta moeda. Utilizando parte deste entendimento, vejo cada dia mais pessoas que se escondem atrás desses argumentos para amar o dinheiro que tem.

Estas pessoas dizem que você não precisa dizimar e ofertam muito menos do que poderiam simplesmente por “Deus querer nossa vida” e não nosso dinheiro. Afirmam categoricamente que o dízimo não é algo correto e serve apenas para alimentar as vaidades dos pastores, esses lobos devoradores de dinheiro dos fiéis.

Eu bem sei que tem muitos pastores por aí fazendo mau uso do dinheiro que administram, mas isso não é desculpa para justificar nosso amor ao dinheiro.

  • Deus quer nossa oferta sem que entreguemos nossas vidas? Não.
  • Deus quer que entreguemos nossas ofertas por obrigação? Jamais.
  • Deus quer que sejamos constrangidos a dar os nossos dízimos? Nunca.
  • Deus quer que a nossa vida financeira seja um peso? Não.
  • Deus vai nos deixar ricos se dizimarmos fielmente? Não me faça rir, claro que não.
  • Deus quer nossas vidas antes de mais nada? Claro que sim!
  • Quando Ele pede nossas vidas, isso compreende também nossas finanças? Certamente.

O que quero trazer de entendimento hoje é isso: Deus quer a nossa vida toda.

Isso significa que Ele quer tudo e que Ele merece tudo: nosso tempo, nosso amor, nosso trabalho, nossas finanças, nosso carro e tudo o que temos. Afinal, se olharmos bem para a Palavra, descobriremos que nada é nosso.

Não deixe de ver esse vídeo:

Paz.

Faça parte de nossa comunidade no Telegram e receba conteúdo exclusivo antes de todo mundo!

10 comentários em “Deus não quer seu dinheiro!”

  1. Muito bom!!
    Com certeza está contribuindo bastante para minha vida esta mensagem. Realmente é uma pena ver pessoas que não abrem o coração para a plenitude da palavra. Deus tenha misericórdia de todos nós.

    Responder
    • Olá Ronaldo, obrigado mais uma vez pelo comentário.

      Fico muito feliz de saber que você tem acompanhado e comentado nossos posts. Não deixe de fazer isso sempre, dessa maneira nos aproximamos e podemos evoluir através dessas conversas.

      Deus abençoe sua vida.

      Responder
  2. Verdade. Eu mesmo preciso melhorar muito nessa área de dar décima parte de dinheiro em igreja. Afinal o dízimo aos levitas era comida e não dinheiro. Mas sempre que tem momento de ofertas para missões, meu coração é tocado e se alegra em doar, porq é pro sustento dessas pessoas q deixam suas vidas pra anunciar o Caminho nos lugares mais difíceis! Deus tenha misericórdia de mim e me dê mais entendimento de sua palavra! :/ Orem por mim. Deus abençoe, irmão! Muitos posts bacana mesmo! Fica na paz!

    Responder
    • Olá Ingrid, obrigado pelo comentário.

      Veja que o dízimo dado aos levitas era sim de produtos agrícolas, mas o dízimo de Abraão a Melquisedeque foi de outras coisas, inclusive bens de valor.

      Como você interpreta essa passagem?

      Gostaria muito de continuar nossa conversa, sinta-se livre para comentar novamente.

      Deus abençoe sua vida.

      Responder
      • Abraão deu seu dízimo de despojos de guerra, a um sacerdote-rei cultuado pelos fenícios e cananeus. A identidade de Melquisedeque nunca ficou claro, são deduções sem base Biblicas. Ele era rei dos Jebuseus. Se, Melquisedeque representava a Cristo. E ele abençoou Abraão e sua prática dizimista como alguém ousaria mudar todo o contexto e fazer aplicações distorcidas para sustentar uma teologia moderna de espoliação a crentes sinceros? Pessoas simples que são induzidas a dar dez por cento de suas rendas a líderes religiosos completamente desassemelhados a Melquisedeque, (sacerdote do Deus Altíssimo). Na realidade tudo aquilo era uma grande tipologia. Melquisedeque representando (?) Jesus, nosso Sumo Sacerdote. Uma sombra do Messias vindouro. Abraão retornando a Jerusalém, a Cidade da Paz, trazendo os cativos, simbolizando liberdade à vidas outrora presas pelas forças satânicas. O pão e o vinho também estavam ali nas mãos de Melquisedeque tipologia da salvação. Da liberdade. Da paz. O dízimo de Abraão também era um ritual simbólico.

        Responder
        • Olá Erasmo, obrigado pela participação!

          Esse é sempre um assunto muito complicado e que, após anos e anos falando sobre ele, não vejo grande evolução. Sinceramente, entendo que cada pessoa deve contribuir como têm proposto em seu coração. Se alguém entende que deve dar o dízimo, dê. Se outra pessoa entende que não deve dar o dízimo, não dê. Sejamos todos servos e servas do Senhor, irmãos unidos, mesmo que tenhamos algumas divergências em relação às práticas menos relevantes da vida cristã.

          O que você acha?

          Deus abençoe sua vida!

          Responder
  3. Pingback: Os 20 melhores versículos sobre dízimo
  4. Dízimo.e.uma.ganancia.do.homem.as.bencao.de.deus.nao.se.conpra.com.o.dinheiro.deus.e.dono.de.tudo.tudo.e.dele.a.biblia.diz.em.mateus.nos.devemos.aabençoar.aus.pobre.e.nessecitado.e.nao.pra.enrriquecer.alguem

    Responder
    • Falou bobagem amigo! E a pregação do evangelho? E o salário dos pastores? E a distribuição gratuíta de bíblias, livros etc..? De onde virá o dinheiro???? Você vai financiar????

      Responder

Deixe um comentário