Você conhece Clovis Pinho

Clovis Pinho

Violão, teclado, bateria, baixo, gaita e voz. Parece uma banda legal, mas não é. Essa é apenas a lista de instrumentos que Clovis Pinho aprendeu a tocar sem a ajuda de ninguém.

Nascido na ilha de Itaparica na Bahia, ele tem um currículo musical invejável. Já participou de gravações com Exaltasamba, Carlinhos Brown, Rappin Hood, Rodriguinho, Renascer Praise, Kléber Lucas, X-Barão e muitos outros.

Tem sua carreira solo e também com o grupo Preto no Branco. Ambos os trabalhos são muito bons.

Além disso é um grande compositor. Suas músicas já foram cantadas por intérpretes cristãos, seculares e também por aquela galera que fica no meio termo (se é que isso é possível).

Em 2009 lançou o CD “Minha Vida”, de maneira independente. Com o grupo Preto no Branco fez o lançamento do álbum “Preto no Branco (ao vivo)”, no ano de 2015. Em 2016 lançou “Ninguém explica Deus”, disponível no Spotify.

Em suas músicas ele fala claramente e de maneira poética sobre Deus, seu infinito e amor e graça. Na minha opinião o destaque fica com “Ninguém explica Deus”, do álbum homônimo. Outro destaque é a música “Os sonhos de Deus”, com o grupo “Preto no Branco”.

No facebook, sua rede social com maior atividade, ele coloca muitas coisas legais, desde postagens mais pessoais, reflexões e também sobre sua carreira musical. No twitter temos um pouco mais antigas, mas você também pode segui-lo lá. No instagram ele se clica de vários ângulos e com diversas pessoas.

E aí, já conhecia o trabalho do Clovis Pinho? Então curte e compartilha esse post com quem puder.

Paz.

Você conhece Joel Mozart?

Joel Mozart

Música independente e extremamente autoral, essa é a melhor definição que posso dar para Joel Mozart Monte Serrat Budal.

Ele é cantor, compositor e desenhista, formado em design gráfico. Nascido em Curitiba, filho de pais separados, mas presentes. Seu pai é músico na noite e foi uma influência muito forte em sua vida, assim como seu avô, que é psicólogo.

Aos oito anos compôs a música “Verdade”, que gravou anos mais tarde, com sua irmã caçula, a Clara Bia. Nesta música o compositor passa uma mensagem muito poética:

Eu ando tão feliz cuidando do meu nariz não falo mentira não, verdade sim basta pouco pra ser feliz”

Uma música incrível para uma criança de apenas oito anos.

Foi durante o curso de design gráfico na UFPR que se converteu, através de seu irmão Alexandre. Durante este período compôs a música “Redimido”:

Você não faz sentido
Mas quem eu sou sem ti?
E ao que estou sentindo
Não posso resistir”

Ele faz uma música que ganha o nosso coração. Não são produções megalomaníacas ou de uma qualidade invejável. São simples, profundas e delicadas.

Chorei lendo sua biografia e o ouvindo tocar The Police com Lenine no quadro “Música em par” do seu canal no youtube. Parece bizarro, mas artista consegue fazer estas coisas com gente normal como eu.

Se quiser conhecer mais sobre Joel Mozart, acesse um dos links abaixo:

  • Site: Biografia, fotos, vídeos e joguinhos!!!
  • Youtube: Vídeos das músicas e brincadeiras musicais bem interessantes;
  • Facebook: Desenhos, vídeos, mensagens, shows e mais;
  • Instagram: Fotos, desenhos, etc;
  • Spotify: Ouve tudo e pode seguir que vale a pena demais.

E aí, já conhecia o trabalho do Joel Mozart? Então curte, compartilha e é nóis.

Paz.

Você conhece Eles Dois?

Eles Dois - Banda

A banda Eles Dois é o projeto musical criado pelos irmãos Amanda Cardoso e Bruno Mozart, onde eles compõe, tocam, cantam, idealizam, gravam, editam e assobiam. E, para desânimo daqueles que não conseguem sequer tocar “Eu navegarei”, eles fazem tudo isso com uma qualidade incrível.

Eles Dois, que vem de Brasília, tem este nome por ser a junção de “Eles”, representando a trindade, e “Dois” que são os irmãos. Eles são filhos de um casal de pastores da IDEF – Igreja Divulgadora do Evangelho na Família e, apesar de ainda serem jovens adultos, já trabalham com um foco bem interessante em missões.

Em suas letras eles tratam de maneira mais poética, mais subjetiva, temas como: amor, relacionamento e personalidade, tudo isso relacionado com Deus e as verdades da Palavra. Eles não fazem isso de maneira totalmente explícita, mas de uma maneira suave e delicada.

Certamente alguns os criticariam pela maneira como abordam estes temas, e diriam que eles não podem ser chamados de uma banda cristã. Independente da classificação que eles teriam nas antigas lojas de discos, a música deles é boa e, da maneira deles, passa uma mensagem positivamente cristã.

“Sei que existe o lado bom
Mas que existe o lado que é real
Dentro da nossa história
E você acorda e mal
Sabe o que nasceu pra ser, talvez
E a certeza sufoca
Se parar pra pensar
Não tem como evitar que a vida seja assim
Mas se com meu Deus seguir fica melhor pra mim” – Lado Bom

Em relação à sonoridade, eles fazem algo bem atual, ora de maneira mais íntima, ora utilizando algo mais eletrônico ou synthpop, como eles mesmos chamaram. Certamente eles conseguem agradar diversos tipos de ouvintes. A banda ainda trabalha de maneira independente, mas acredito que logo apareçam com um contrato assinado.

Seus planos para o futuro próximo incluem o lançamento de alguns singles, novos clipes e algo ao vivo. Num futuro mais distante, certamente estarão viajando pelo Brasil com suas apresentações.

Na minha opinião, os destaques ficam com “Tens o caminhar” e a versão acústica de “Tanto para mudar”. Ambas entraram na playlist oficial do JC na Veia.

Se quiser conhecer mais sobre a banda, acesse os seguintes links:

  • Facebook: As maiores novidades da banda podem ser acompanhadas por aqui;
  • Youtube: Atualmente 11 vídeos, todos muito legais;
  • iTunes: O álbum “Eles Dois”, para comprar;
  • Spotify: Dá para ouvir as músicas do álbum “Eles Dois”, de 2015.

Você já conhecia a banda? Curtiu o trabalho deles? Comente aí!

Paz.

Você conhece Bruno Mastrocolla?

Bruno Mastrocolla

Bruno Mastrocolla é pai, marido, publicitário, palestrante, professor universitário e músico. Toca saxofone e piano, mas gosta mesmo é do microfone. Cantou em corais, quartetos, trios, duetos e grupos, além de ter um trabalho solo muito bom.

Aparentemente tem a música como algo secundário em sua vida, uma vez que já não faz nada há algum tempo e nem divulga muito o seu trabalho na internet. Mas isso não faz com que sua música seja ruim.

Se você gosta de cantores solo, com letras bem escolhidas e músicas simples, certamente vai gostar do trabalho de Bruno Mastrocolla.

Minha recomendação: ouça “A ovelha que amei”, é fenomenal.

Se quiser conhecer mais sobre ele, acesse um dos links abaixo:

  • Youtube: vídeos de gravações e algumas músicas;
  • Blog: Está bem desatualizado, mas tem algumas coisas sobre suas músicas;
  • Facebook: Coisas bem pessoais, dá pra conhecer um pouco mais sobre ele;
  • Twitter: Morreu. Faz muito tempo que ele não coloca nada lá. Esta é a prova de que ele não tem como meta principal ser um músico;
  • Google+: É o Google+, não preciso falar mais nada;
  • Spotify: Tem o álbum completo dele lá, é bem legal.

Já conhecia ele? Comente aí se gostou ou não.

Paz.

Você conhece Arcanova?

Banda ArcanovA

A banda de pop/rock Arcanova vem de Palmas, no Tocantins. Não estão com nenhum grande selo, suas produções não foram feitas no exterior, não vemos, entre eles, nenhum nome famoso e suas músicas são muito boas.

Eles dizem que lembram bandas como Palavrantiga e Coldplay, mas eu ouço e lembro, não sei o motivo, de Paralamas do Sucesso e Cássia Eller. O som deles é bem diferente do que estamos acostumados a ver no meio cristão, isso me chamou a atenção de uma maneira muito positiva.

A banda é composta por: Paulo André (Voz e violão), William Schwabacher (voz, violão e guitarra), Dimittri Santos (guitarra), Geovane Almeida (baixo) e Paulo Nunes (bateria).

Os caras começaram em 17 de Setembro de 2011, enquanto o baterista Paulo Nunes e o Guitarrista William Schwabacher tocavam em um casamento de um amigo. Você pode conferir mais detalhes sobre esta história num mini-documentário que eles fizeram.

O nome da banda faz uma referência ao ato de a arca, no antigo testamento, ter sido o modo de salvação do dilúvio e a ideia do novo testamento fixando a salvação por meio de Jesus Cristo.

O primeiro CD foi gravado de forma independente, com o grande músico e produtor Eliton Severo em Palmas. Na minha opinião, o destaque fica com a música “A ponte e o abismo”.

Eles estão entre as bandas de música cristã mais tocadas do PalcoMP3 e até já ganharam prêmios por isso.

Quer conhecer um pouco mais? Então se liga nestes links:

  • PalcoMP3: Lá você pode ouvir e baixar todas as músicas da banda, além de conferir alguns clipes;
  • Facebook: Postagens das mais diversas, fotos, vídeos, mensagens, etc;
  • Youtube: Canal oficial deles, com músicas, clipes e o documentário que comentei;

Na minha opinião a banda precisa de um pouco mais de presença na web, com Twitter, mais contato com o pessoal que curte o som, um instagram com fotos dos ensaios e da galera junta, etc.

Gostou? Então comente e compartilhe este post. Faça com que mais pessoas conheçam a banda.

Paz.

Acontece por aí – Vale acertar?

Uma semana bem cheia de coisas muito legais. Os destaques estão com “Vale Acertar?” do Otto e Heitor, “O culto oculto” do LHDBlog e “Hockern” dos meus parceiros do E.V.O.M. Espero que curtam!

Paz.

Escrito ao som de: Fex Bandollero

Acontece por aí – Oitava edição

A fé sem obras é morta. É assim que começo esta oitava edição de nossa coluna “Acontece por aí”, a galera do E.V.O.M. mandou muito bem com este post e eu tive que colocá-lo em destaque aqui.

E vale notar que chegamos a dois meses de nossa coluna, o que, para mim, é muito legal. Foram dois meses mostrando para vocês o que de melhor encontrei na internet durante a semana. E, lembre-se, se tiver uma dica, pode nos mandar!

Paz.

Escrito ao som de: Carlinhos Félix

Entrevista exclusiva com Patrick Henrique do Galera Santa

Olá galera, perdoem nossa demora em anunciar coisas novas, mas desta vez viemos com algo realmente muito bom e ainda pouco conhecido. Iniciado no Ministério Verbo Vivo em Guarulhos, o sonho de uma equipe jovem de louvor começa a se concretizar com o primeiro cd do Galera Santa.

Para conhecer mais sobre este projeto falamos hoje com o meu camarada Patrick Henrique, líder desta equipe e líder de células na igreja.

Leia mais…