Para compartilhar

Os 15 melhores versículos para oferta

Versículos para oferta
André
Escrito por André

Hoje trago para vocês os 15 melhores versículos para oferta. São versículos para oferta selecionados com cuidado para que você possa utilizá-los durante suas ministrações. Alguns dos versículos para oferta podem estar um pouco fora de contexto, logo, é sua responsabilidade entender quando utilizar cada um.

Todos estes versículos para oferta são famosos e muitas pessoas se identificam com eles. Não se esqueça de conferir também a nossa lista com os melhores versículos para dízimos.

Versículos para oferta – 1 a 10

1. “Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria.” (2 Coríntios 9:7)

2. “Cada um de vocês trará uma dádiva conforme as bênçãos recebidas do Senhor, o seu Deus.” (Deuteronômio 16:17)

3. “Honre o Senhor com todos os seus recursos e com os primeiros frutos de todas as suas plantações; os seus celeiros ficarão plenamente cheios, e os seus barris transbordarão de vinho.” (Provérbios 3:9-10)

4. “Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito, e quem é desonesto no pouco, também é desonesto no muito.” (Lucas 16:10)

5. “Jesus olhou e viu os ricos colocando suas contribuições nas caixas de ofertas. Viu também uma viúva pobre colocar duas pequeninas moedas de cobre. E disse: ‘Afirmo que esta viúva pobre colocou mais do que todos os outros. Todos esses deram do que lhes sobrava; mas ela, da sua pobreza, deu tudo o que possuía para viver’.” (Lucas 21:1-4)

6. “Pode um homem roubar de Deus? Contudo vocês estão me roubando. E ainda perguntam: ‘Como é que te roubamos?’ Nos dízimos e nas ofertas. Vocês estão debaixo de grande maldição porque estão me roubando; a nação toda está me roubando. Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa. ‘Ponham-me à prova’, diz o Senhor dos Exércitos, ‘e vejam se não vou abrir as comportas dos céus e derra­mar sobre vocês tantas bênçãos que nem terão onde guardá-las.'” (Malaquias 3:8-10)

7. “Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer?’ ou ‘Que vamos beber?’ ou ‘Que vamos vestir?’ Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas serão acrescentadas a vocês.” (Mateus 6:31-33)

8. “Em tudo o que fiz, mostrei a vocês que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: ‘Há maior felicidade em dar do que em receber’.” (Atos 20:35)

9. “Deem e será dado a vocês: uma boa medida, calcada, sacudida e transbordante será dada a vocês. Pois a medida que usarem também será usada para medir vocês” (Lucas 6:38)

10. “Ao entrarem na casa, viram o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram. Então abriram os seus tesouros e lhe deram presentes: ouro, incenso e mirra.” (Mateus 2:11)

Na próxima página temos os outros 5 versículos para oferta.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

16 Comentários

    • Olá Francisco, obrigado pelo comentário.

      Fico feliz que tenha gostado destes versículos. Continue acessando o blog pois temos novos posts todos os dias.

      Deus abençoe sua vida.

  • A paz irmão. Reavalie os capítulos e versículos de Lucas 21, Malaquias 3 e Lucas 6. Estão totalmente fora de questão a respeito de oferta ou dízimo.

    Só para o irmão ter uma idéia: Lucas 21 quando diz a respeito da pobre viúva, Jesus ensina aos seus ouvintes sobre humildade e atitude. (Leia o contexto)
    E Malaquias fala sobre o profundo pecado dos sacerdotes a ponto de roubar o dízimo que era uma lei. (Leia também o contexto). Espero ter ajudado. A paz de Cristo!

    • Olá John Hebert, obrigado pelo comentário.

      Será que Lucas 21 não fala também sobre oferta? Não vejo essa passagem falando exclusivamente de humildade e atitude, mas disso também aplicado às ofertas que fazemos. Acho seu ponto de vista interessante e gostaria de entender melhor.

      Sobre Malaquias 3, realmente está falando sobre o pecado dos sacerdotes, você tem razão. Todavia, não podemos desconsiderar que esse versículo fala sobre o uso do dinheiro. Você teria algum versículo mais interessante para substituir esse?

      Deus abençoe sua vida.

      • Olá, graça e paz
        Irmãos, a passagem de Malaquias não especifica a possibilidade de somente os sacerdotes estarem recebendo repreensão do Senhor, apesar de o Cap. 2 começar falando deles. Quando o texto passa a falar sobre os dízimos e ofertas, claramente é citado que a nação toda (Cap 3, verso 9) estava roubando a Deus. De que forma? Retendo ou gastando seu dinheiro sem separar e entregar o que era determinado para esse fim, o de manter a Casa de Deus. Ou seja: a repreensão ali é para todos, inclusive para nós, hoje. Essa passagem é muito válida sim para nos ensinar como devemos tratar aquilo que Deus nos concedeu monetariamente. Se o salário que recebemos foi através do nosso trabalho, foi pelo nosso esforço, pelo nosso suor, quem foi que antes nos deu condições físicas e intelectuais para alcançá-lo? O cristão temente a Deus certamente responderá que foi Deus, e ele estará corretíssimo. Então, em gratidão a isso não seria o certo ‘devolvermos’ parte desse valor para que haja mantimento na Casa de Deus, a nossa igreja onde congregamos? Como crentes leitores da Bíblia, temos a mania de que quando alguma passagem fala de maldição, rapidamente procuramos saber para quem ela estava sendo dirigida, nos eximindo de qualquer responsabilidade, mas quando encontramos uma bênção ou promessa, prontamente nos incluímos sem nenhum questionamento nem meditação. Quando o verso 10 do Cap 3 dá a ordem e a promessa, não é somente para os sacerdotes do templo mas sim para todo o povo de Deus. E mais: ainda que fosse só para eles, considerando que hoje, foi-nos outorgado essa função e responsabilidade espiritual, a de nos chegarmos a Deus sem nenhuma intermediação pelo nome de Jesus Cristo, através da oração, não estaríamos da mesma maneira debaixo desta obrigação? Claro que sim. O Ir André incluiu esta passagem em uma lista sobre ‘dízimos e ofertas’ e não cometeu nenhum engano ao fazer isso. A Palavra de Deus possui conceitos e princípios muito mais profundos do que imaginamos, principalmente quando decidimos lê-la sem pedir a orientação e sabedoria do Espírito Santo para compreendê-la. E essa passagem não fala somente sobre o dízimo e a oferta, mas sobre a nossa responsabilidade em relação a isso, nosso cuidado, nossa atitude, nossa posição diante de Deus sobre o assunto, nosso dever de ensinar aos nossos filhos este nosso compromisso. E a parte boa: ensina sobre as promessas de Deus a quem obedecê-lo fielmente, independente do que ocorra depois conosco ou com a nossa oferta. E o maior ensinamento: Deus nos mostra pessoalmente a sua visão sobre o que Ele pensa em relação a tudo isso. Aí é que está o tesouro. Antes de começar a repreender, Deus disse (no verso 6): “Porque eu, o Senhor, não mudo…”. Então, que não mudemos o que Deus determinou a respeito dos nossos deveres em relação aos dízimos e ofertas. Espero ter ajudado. A Paz

        • Olá Ricardo Lima, muito obrigado pelo comentário, realmente uma participação muito cuidadosa e completa.

          Nós temos posts novos todos os dias. Por favor continue nos acompanhando.

          Deus abençoe sua vida.

    • A Paz irmãos. Deus em sua infinita sabedoria e bondade, conhecendo as limitações humanas deixou suas palavras de forma que “servissem” a toda diversidade de pessoas onde cada coração anseia por diferentes coisas.
      Ele nos permite, através de uma mesma palavra, tocar o coração daquele que tem pouco para dar e acredita que “sua oferta não valha nada” e ao mesmo tempo falar sobre humildade e atitude.
      Da mesma forma, através de Malaquias 3, onde ele fala a cerca do pecado dos sacerdotes ele também exorta quem o lê hoje para que não façamos o mesmo, pois conhece o coração humano quando é tentado pela cobiça.
      Existe o contexto para que entendamos o que ocorreu à época, já que a bíblia também é um livro histórico e de grande valia para entendermos a história da humanidade como um todo, porém não podemos deixar de crer que a palavra é real, é viva e é válida para nós, e não somente uma história contada.
      Espero que compreendam meu ponto de vista.
      Graça e Paz!

  • Na minha visão tem outras forma de ofertar na casa do Senhor, como doação de alimentos, limpeza da igreja , doação de roupas e ajudar os irmãos mais necessitados

  • Ola irmao Andre a Paz do Senhor que bom compartilhar com pessoas que verdadeiramente teme ao Senhor Deus abençoe sua vida

  • Graça e paz irmão ,sempre e bom saber e entender e saber interpretar a biblia ,pois temos que se alimentar da palavra de Deus dia e noite amém

Deixe um comentário