Versículo

Autoridade do sangue da cruz

Bárbara Cunha
Escrito por Bárbara Cunha

“E curou muitos que se achavam enfermos de diversas enfermidades, e expulsou muitos demônios, porém não deixava falar os demônios, porque o conheciam.” (Marcos 1:34)

Cristo é o filho de Deus, não há dúvidas. Ele esteve presente e participou de todos os acontecimentos do mundo desde sua criação e também viu Satanás ser expulso do céu junto com uma parte dos anjos.

O diabo sabia do poder de Jesus antes mesmo que Seu sacrifício na cruz estivesse concretizado, por isso o temia e tentava de várias formas impedir que Ele cumprisse seu propósito na Terra.

Jesus conhece a todos no céu, na Terra e debaixo da terra, por este motivo, enquanto homem, não permitia que os demônios falassem nada que poderia corromper sua mente com pecado.

Os erros começam quando pensamentos negativos e de dúvida são aceitos. A partir daí, se não for repreendido, o diabo investe até que o pecado se concretize. Começam em pequenas investidas e podem nos levar a pecados ainda maiores, por mais insignificantes que pareçam.

Mas, por sermos lavados com o sangue de Cristo, nos foi dada autoridade para ordenar em Seu nome que nossos pensamentos sejam livres.

Agora não se engane, em algumas situações não basta repreender o inimigo, clamar o sangue de Jesus ou implorar pela misericórdia do Senhor.

Entendo que em alguns casos a única solução é tomar uma atitude de mudança e se posicionar de forma firme, como Cristo, e não permitir que os demônios sequer falem.

Sobre o autor

Bárbara Cunha

Bárbara Cunha

Paulista de 20 e alguns anos. Cristã convicta. Jornalista. Corintiana torcedora do Arsenal da Inglaterra. Apaixonada por filmes, séries e música.

Deixe um comentário