O que significa comer a carne e beber o sangue de Jesus

“Jesus, pois, lhes disse: Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia.” (João 6:53,54)

O capítulo 6 de João é muito intenso, com discussões importantes entre Jesus e as outras pessoas. Uma delas acontece quando Jesus fala que Ele é o pão do céu e as pessoas deveriam comer a sua carne e beber o seu sangue. Isso choca tanto os discípulos quanto os fariseus.

Para entender o que Jesus estava falando aqui, precisamos voltar alguns versículos, onde lemos o seguinte:

“E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede.” (João 6:35)

Lendo este versículo entendemos que comer a carne de Cristo está relacionado a ir até Ele, andar com Ele, caminhar os seus caminhos. Quem vai a Jesus terá comido a sua carne e por isso não terá mais fome. Beber o seu sangue está relacionado a crer nele, por isso quem crê nele não terá mais sede.

Note que muitas pessoas criam em Jesus mas não andavam com Ele. Outras tantas andavam com Ele mas não criam que Ele era o Cristo.

No primeiro grupo temos as pessoas que não queriam compromisso, entendiam que Ele era o Cristo, mas não queriam andar com Ele. No segundo grupo temos as pessoas que viram os milagres, ficaram maravilhadas e seguiam Jesus, mas não creram que Ele é o Cristo. Assim, é necessário que andemos com Ele (comer a carne) e creiamos nele (beber o sangue).

A reflexão de hoje é esta: você crê, anda, faz os dois ou nenhum?

Paz.

14 comentários em “O que significa comer a carne e beber o sangue de Jesus”

  1. Eu acredito que comer a carne é conhecer o que Ele nos ensinou e beber o sangue é colocar emprática na minha vida esses ensinamentos.

    Responder
  2. É muito pertinente esse ensinamento. Estou muito feliz pela reflexão desse texto e de pleno acordo com o entendimento exposto. Eu também creio assim. Que o Senhor continue te usando no entendimento da sua palavra.

    Responder
  3. Pingback: Estudo do evangelho de João 6 - JC na Veia
  4. Na Santa Ceia, praticada pelos evangélicos, os cristãos comem o pão e bebem um tipo de suco de uva no lugar de vinho. Pensei que está passagem da Bíblia (Jo.6;53) poderia ter algum relacionamento com o ato da Santa Ceia? Não tem?

    Responder
  5. Boa noite
    Nosso Senhor Jesus Cristo disse ” Quem comer da minha carne e beber do meu sangue será salvo “,no que se refere a santa eucaristia.
    Eu no momento estou impedido de recebe-la,mas baseando-se nos seus ensinamentos,andando com Cristo e crendo nele pode-se dizer que essa situação possa ser revertida ?
    Obrigado

    Responder
  6. eu creio q isso é mais profundo q participar de um ritual, é comunhão com Ele em todo o seu viver. Não é religiosidade, não é estar lá, pedir perdão e tomar a ceia e depois ser alguém alienado da vontade de Deus. è bem mais q isso, leve em conta q quando ele citou essas palavras não tinha morrido e ressuscitado ainda… não existia instituições, depois q ele foi para o céu apoś ressurgir, a igreja continuou a se reunir nas casas, ela ía ao templo e depois se ruinia nas casas para comerem juntos, mas comer oq? o jantar! era como se fosse hj aquele momento bom após os cultos, ou na casa de um irmão, comes e bebes envolvem comunhão! é mais parecido com o ” se juntaram para comerem juntos” do q o ritual da suposta ceia nos cultos. Não tenho nada contra a ceia mas me parece contraditória, pq vc não conhece a todos, as vezes ninguem te conhece e o pastor as vezes nem sabe o q vc faz ou se vc está ali Há algum tempo… então isso q tem acontecido não é comunhão genuína. quem não beber da carne significa receber em sí o q Deus tem para dar, seu Filho e não beber do meu sangue significa receber o ato q ele fez por nós, não tem parte comigo. Se vc não o recebe em sí de fato, esquece.. pq não é um ritual q vai te salvar naquele dia. È Jesus Cristo.

    Responder
  7. Olá André, muito bom saber da ceia do Senhor. Jesus é o pão vivo que desceu do céu. Precisamos come lo para termos a vida eterna. Precisamos crer nele e nos apropriarmos, pela fé, de seu sacrifício expiatório feito na cruz do calvário. Qual a importância de sabermos que os salvos estão para sempre seguros nas mãos de Cristo? Isso não nos conduz a uma vida de negligência espiritual?

    Responder
    • Olá Edward, essa questão de que “os salvos estão sempre seguros nas mãos de Cristo” é complexa. É um tema recorrentemente discutido entre os teólogos.

      Eu, sinceramente, prefiro não entrar muito nesse assunto, mas creio que todos nós devemos ficar muito atentos com isso, justamente para não entrarmos numa vida de negligência espiritual.

      Deus abençoe sua vida!!

      Responder

Deixe um comentário