Versículo

A nova família 

André
Escrito por André

“E, estendendo a mão para os discípulos, disse: Eis minha mãe e meus irmãos. Porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai celeste, esse é meu irmão, irmã e mãe.” (Mateus 12:49-50)

Jesus inaugurou um novo conceito de comunhão. Quando declara que seus discípulos são sua família, ele deixava transparente como devemos encarar a família que Deus nos dá.

Quero deixar explícito desde já que em nenhum momento a nossa família natural deve ser diminuída ou esquecida. Digo apenas que, quando nos convertemos, recebemos uma nova família. Esta é a nossa família espiritual.

Jesus conviveu por três anos, todos os dias, em todos os momentos, com estes discípulos. Comiam juntos, dormiam juntos, cuidavam dos afazeres humanos juntos e tinham tudo em comunhão. Passavam por problemas juntos e aprendiam também juntos.

Após Jesus voltar para o Pai, a igreja primitiva seguiu o mesmo padrão.

O que aprendemos com isso? Precisamos entender a importância de nossa família espiritual, devemos abrir nossos olhos para o significado de comunhão para Deus.

O desejo dEle é que nós tenhamos uma comunhão profunda com os irmãos, onde compartilhamos nossos problemas, somos acolhidos, cuidados, amados e nos entregamos. Onde cuidamos de outras pessoas, acolhemos os mais novos, compartilhamos as dificuldades com nossos líderes e temos uma vida de unidade.

Não temos como estar no Reino sem entendermos a nossa família espiritual e como devemos viver esta unidade.

Certamente apenas este post é muito pouco para explicar o que quero dizer, por isso recomendo que vocês deem uma olhada neste outro post.

Meu apelo hoje é que você ore, peça para Deus entendimento profundo do que é a comunhão com os irmãos e viva em intimidade com a família que Deus lhe preparou.

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário