Mensagem

És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro?

Os 12 melhores versículos para funeral
André
Escrito por André

Quando João envia seus discípulos para perguntar se Jesus era realmente o Cristo, a resposta de seu primo é muito interessante:

“E Jesus, respondendo, disse-lhes: Ide, e anunciai a João as coisas que ouvis e vedes: Os cegos vêem, e os coxos andam; os leprosos são limpos, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados, e aos pobres é anunciado o evangelho.” (Mateus 11:4,5)

Resumidamente, de maneira nada sutil, Jesus responde: “Sim, eu sou o Cristo.”.

O que eu me peguei pensando aqui é o motivo de João, nesse momento preso, ter tido a dúvida se Jesus era realmente o Rei esperado pelo povo. Como a Bíblia não menciona o motivo disso, não podemos ter certeza da resposta, porém vale lembrar que João deu testemunho de Cristo:

“E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo. Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará. Então veio Jesus da Galiléia ter com João, junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim? Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu.” (Mateus 3:11-15)

Se João, em um momento de sua vida, tinha a plena certeza de que seu primo era realmente o Cristo, como, nesse momento, a dúvida lhe sondava o coração?

Uma das possíveis respostas é a de que, por ele estar preso e, provavelmente, sofrendo, não entendia a situação. Ele que havia preparado o caminho do Senhor, dado testemunho da Sua vinda e batizado o próprio Cristo, como poderia estar naquela situação?

Independente disso ter acontecido com ele, muitas vezes acontece conosco: nós, os que fazemos a obra do Senhor, que vamos aos cultos, lemos a bíblia e até mesmo oramos, como podemos passar por algumas das dificuldades que passamos!? Nós, os que participamos das vigílias, que andamos com uma vida correta e falamos de Cristo para as pessoas, como é possível que nós, os escolhidos do Senhor, passemos por circunstâncias difíceis?

O que nos esquecemos, nessas situações é que Cristo não veio para nos servir, para nos fazer felizes ou fazer com que andemos em abundância. E antes que alguém se lembre de Marcos 10:45, é importante lembrar que aquela passagem falava sobre a morte de Cristo na cruz e nos ensinava justamente o que estou dizendo nesse post:

“Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos.” (Marcos 10:45, grifo do autor)

Deus não é nosso mordomo, que nos serve quando precisamos. Como criaturas, não estamos em posição de exigir as coisas de Deus ou de “colocá-lo na parede” quando achamos que precisamos. Se estamos passando por momentos de dificuldade, Ele certamente é nosso refúgio e salvação, mas nunca nosso mordomo ou servo. Na posição de Deus Criador, detentor de toda a sabedoria, poder e glória, Ele deve apenas ser exaltado e engrandecido por nós.

Meu apelo de hoje é para que você creia. Creia que Ele pode todas as coisas. Não duvide de Deus, da salvação disponível em Cristo e da presença do Espírito Santo. Se você não está vivendo o que gostaria de viver, apenas entregue suas angústias para Ele, mas confie.

Para finalizar, a sequência do texto sobre o questionamento de João, termina da seguinte maneira:

“E bem-aventurado é aquele que não se escandalizar em mim.” (Mateus 11:6)

Paz.

 

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário