Estudo de Gênesis 12

O capítulo 12 abre a segunda parte do livro de Gênesis. Aqui começamos a ver a história de Abraão e do povo de Israel.

O capítulo traz os seguintes assuntos:

  • A promessa de Deus para Abrão (1 a 3)
  • Abrão vai para o Egito (4 a 10)
  • Sarai é tomada por Faraó (11 a 20)

Vamos ver alguns deles.

A Promessa de Deus

O capítulo começa falando sobre a promessa de Deus para Abraão:

“E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome, e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.”

Gênesis 12:2,3

Esta promessa começa com um pedido de Deus: que Abrão saísse de sua terra e da casa de seus pais. Aqui já temos um aprendizado muito importante e um encontro com Cristo. Quando nos convertemos, Cristo pede que abandonemos tudo para segui-lo.

A vida politeísta e distante do Deus verdadeiro não caberiam mais na vida de Abrão. Era necessário que ele abandonasse aquela nação idólatra para viver para o único Deus verdadeiro. A mesma acontece conosco: precisamos deixar tudo para trás, nossa vida de pecados, nossos vícios, nossa maneira de pensar, para viver somente para Cristo.

Além disso, assim como vimos na história de Noé, quando Deus escolhe Abrão, não o faz por Abrão ser uma pessoa completamente pronta e digna desse chamado. É a graça de Deus que escolhe e capacita Abrão, que responde com fé naquilo que Deus estava chamando-o para fazer. O que contou a favor dele foi a fé, e não sua reputação ou alguma obra que havia feito.

Não somos chamados para cumprir um propósito em Deus por conta de nossas habilidades ou talentos. Somos chamados pela graça e é Deus quem nos capacita e prepara tudo o que precisamos cumprir esse chamado.

Abrão vai para o Egito

Ao passar por Canaã e enfrentar uma fome terrível lá, Abrão decide ir para o Egito:

“E havia fome naquela terra; e desceu Abrão ao Egito, para peregrinar ali, porquanto a fome era grande na terra.”

Gênesis 12:10

Veja como, mesmo tendo a promessa de Deus, mesmo tendo adorado ao Senhor e tido uma experiência única com Ele, Abrão passa por dificuldades. A fome era intensa o suficiente para a Palavra enfatizar isso dizendo que “era grande a fome a na terra”.

Às vezes, por sermos cristãos, achamos que nossa vida vai caminhar sempre bem e sem nenhum problema. Isso não é verdade. Abrão tinha sobre ele uma das promessas mais intensas que encontramos na Palavra e, mesmo assim, enfrentou um problema sério. Pense como era saber que dele sairia uma grande nação e passar fome a ponto de não ter o que dar de comer para sua família. Foi essa a experiência de Abrão.

Temos que perseverar na fé, mesmo quando as circunstâncias à nossa volta se mostram contrárias. A fé deve ser uma certeza inabalável.

Sarai é tomada por Faraó

Ao descer para o Egito, vemos Abrão cometendo um deslize na confiança no Senhor:

“E aconteceu que, chegando ele para entrar no Egito, disse a Sarai, sua mulher: Ora, bem sei que és mulher formosa à vista; e será que, quando os egípcios te virem, dirão: Esta é a sua mulher. E matar-me-ão a mim e a ti te guardarão em vida. Dize, peço-te, que és minha irmã, para que me vá bem por tua causa, e que viva a minha alma por amor de ti.”

Gênesis 12:11-13

Aqui, em minha opinião, ele comete uma sequência de erros. O primeiro deles é o de não confiar que Deus guardaria a sua vida para cumprir a promessa que havia lhe dado. Essa falta de confiança fez com que ele tentasse tomar o controle da situação.

A mesma coisa acontece conosco com alguma frequência: somos abalados por uma situação contrária, às vezes somos tomados pelo medo e nossa reação é tentar tomar o controle da situação para nós, como se isso fosse possível. Tentamos dar o nosso jeito de resolver as coisas sem considerar que é Deus quem está no controle de tudo.

Além disso, ele contou uma mentira para se safar de um possível problema. Sarai era sua meia-irmã (Gn 20:12), isso era verdade mas, antes de tudo, ela era sua esposa.

Ao tentar tomar o controle da situação, a primeira coisa que ele faz é contar uma mentira. Alguns podem argumentar que foi uma “meia-verdade”, afinal ela era sua irmã, mas a questão é a intenção que ele tinha: esconder isso de Faraó.

A consequência desse erro dele foi ser envergonhado e expulso do Egito. Faraó ainda faz isso com muito cuidado e acaba dando muitas coisas para Abrão, mas isso só aconteceu pois a graça de Deus o protegeu. Deus não estava distante ou de mãos atadas. Deus estava pronto para proteger Abrão e cumprir Sua promessa. A questão é que Abrão se esquece disso e acaba mentindo para proteger sua própria vida.

Quando tentamos tomar o controle da situação, tirando-o de Deus, acabamos errando de diversas formas. Precisamos sempre nos lembrar que quem está no controle de todas as coisas é o Senhor. Nossas angústias devem ser apresentadas a Ele em oração e súplica, afinal, não adianta tentarmos controlar as situações.

Desafios do capítulo

Neste capítulo seu desafio é contar como você se identifica com Abrão, em quais características ou coisas que já fez você consegue aprender com ele?

Paz.


❗ Você sabia? ❗

Existem formas de você aprender ainda mais sobre a palavra:

0 comentário em “Estudo de Gênesis 12”

  1. Pingback: Estudo de Gênesis 13 - JC na Veia

Deixe um comentário