Versículo

Versículo do dia – Pelo amor ou pela dor

“E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são? … Depois Jesus encontrou-o no templo, e disse-lhe: Eis que já estás são; não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior.” (João 5:6 e 14)

Eu sei que faz pouco tempo que utilizei este versículo como o do dia, porém quero trazer um outro entendimento baseado nele. Ontem eu estava pensando sobre como as pessoas chegam à Cristo, ou como nós devemos levar Cristo às pessoas.

Alguns acreditam que devemos simplesmente pregar o arrependimento e criticam os que pregam vitória, outros pregam apenas as vitórias crendo não ser necessário pregar o arrependimento e existem outros tantos em tantas outras situações que poderia enumerar aqui.

Refletindo sobre isso lembrei-me sobre como Cristo chegou às pessoas. Para o homem no tanque de Betesda, o que o Senhor ofereceu, antes de mais nada, foi a cura. Depois de alguns acontecimentos encontrou o mesmo homem e foi lhe falar de arrependimento.

Já para o jovem rico Ele falou sobre os deveres, sobre abnegação, sobre humildade. Para André, Ele ofereceu intimidade, para Bertimeu Ele profetizou, a mulher Samaritana Ele questionou, Paulo Ele cegou. E ainda existem muitos outros exemplos.

Agora meu amado, eu te pergunto: como devemos levar Cristo às pessoas? Existe realmente uma regra? Você acha correto criticar o pastor que está falando de vitória, de cura, de prosperidade? Eu não estou defendendo ninguém, só estou dizendo que não podemos colocar o Espírito Santo numa caixinha achando que Ele vai sempre agir da mesma maneira.

Se um pastor prega sobre vitória, mas leva as pessoas a um arrependimento sincero e a uma vida correta, glória a Deus. Se um pastor prega sobre humilhação, arrependimento, perdão e tem conquistado pessoas para o Reino de Deus, glória a Deus!

Não vamos colocar Deus numa caixinha ok? Ele é o Todo-Poderoso e sabe bem o que faz. O mais importante é sermos guiados pelo Espírito Santo, e não o que Ele vai fazer. Deixemos isso com Ele…

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário