Versículo do dia – Amor incondicional

“Também Judas, que o traía, perguntou: Porventura sou eu, Rabí? Respondeu-lhe Jesus: Tu o disseste.” (Mateus 26:25)

A gente costuma pensar em Judas como o vilão da história. No versículo do dia de hoje vemos que ele se atreve a perguntar se era ele quem trairia Jesus, ele sabia que era ele. Trair o Mestre daquela maneira, tendo andado todo aquele tempo com Ele, vendo tudo o que ele viu…

Alguns argumentam que ele foi apenas parte do plano divino para que Jesus fosse crucificado e nossos pecados fossem perdoados. Mas Deus poderia ter feito Jesus ser preso sem traição alguma, afinal, foi o próprio Jesus quem disse: “Disse Jesus à multidão naquela hora: Saístes com espadas e varapaus para me prender, como a um salteador? Todos os dias estava eu sentado no templo ensinando, e não me prendestes.” (Mateus 26:55)

Eu creio que Judas foi o traidor para que outro aspecto do amor de Jesus fosse mostrado. No momento da última ceia Jesus ora pelo pão e pelo vinho, dividindo-o com todos os que estão assentados com Ele, inclusive com o traidor. O amor dEle era tão grande, tão incondicional que nem mesmo sabendo que seria traído se enraiveceu, pelo contrário, permitiu que o traidor fizesse parte, mais uma vez, de um momento importantíssimo. Ele abençoou aquele que o estava traindo.

Refletindo sobre isso vejo dois aspectos principais: 1 – O nosso amor pelas pessoas deve ser incondicional, afinal, devemos amar nossos irmãos como a nós mesmos. 2 – Quem somos nós para falarmos de Judas se nós mesmos vivemos traindo Jesus?

Paz.

Deixe um comentário