Versículo

Versículo do dia – A Palavra do Senhor e o morte eterna

“Abraão, porém, lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos.” (Lucas 16:31)

Nesta passagem Jesus está falando sobre a história do homem rico e do mendigo Lázaro, que morreram e cada um foi para um lugar. Lázaro para descansar e folgar, enquanto o homem rico estava num lugar de sofrimento e dor. Obviamente aqui Jesus fazia uma analogia do amor às riquezas, além de falar de salvação eterna e morte eterna.

O que eu achei mais interessante aqui não foi apenas o fato de Jesus falar sobre o amor ao dinheiro, mas de falar que o homem rico conversava com Abraão, pedindo que lhe fosse dado o direito de falar com seus irmãos, ainda vivos, para que estivessem precavidos sobre os sofrimentos eternos, reflexos de uma vida sem Deus. Como resposta a este pedido, Abraão lhe diz que os vivos, mesmo que vissem alguém ressucitar para lhes alertar sobre a realidade da eternidade, não acreditariam, uma vez que não ouvem a Moisés e aos profetas. Ou seja, se não acreditam no que está escrito no velho testamento, acreditariam em outras coisas?

Veja, quero ressaltar hoje a importância de lermos e estudarmos a bíblia. Nela estão contidas verdades que libertam a nossa vida de várias mentiras. Mentiras estas que podem nos levar para o sofrimento eterno.

Pense nisso. Estude a Palavra de Deus. Comece hoje.

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário