Bíblia aberta em Lucas

Toma o teu leito, e anda

“Logo aquele homem ficou são; e tomou o seu leito, e andava. E aquele dia era sábado. Então os judeus disseram àquele que tinha sido curado: É sábado, não te é lícito levar o leito. Ele respondeu-lhes: Aquele que me curou, ele próprio disse: Toma o teu leito, e anda. Perguntaram-lhe, pois: Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito, e anda? E o que fora curado não sabia quem era; porque Jesus se havia retirado, em razão de naquele lugar haver grande multidão.” (João 5:9-13)

Após muitas décadas de sofrimento e enfermidade, aquele homem havia sido curado. Ele aparentemente não se importou muito com quem o havia curado ou se lhe era lícito ou não carregar o leito num sábado. Ele provavelmente estava feliz demais para se preocupar com estas coisas.

Porém, o que mais me chamou a atenção nessa passagem foi a pergunta dos fariseus: “Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito, e anda?”. Qual seria a diferença se a pergunta fosse: “Quem é o homem que te curou?”?

Parece-me que eles estavam atrás de alguém para punir pela possível violação do lei, ao invés de estar atrás da pessoa que havia curado um homem enfermo há 38 anos. Essa pergunta, em minha opinião, revelou o coração deles.

Porém, o que isso trás de ensinamentos para nós?

Uma das coisas que aprendo com essa passagem é que preciso mudar a maneira como eu olho para as pessoas. Muitas vezes somos muito críticos, buscamos mais as falhas dos outros do que seus acertos e qualidades. Da mesma forma que os fariseus estavam fazendo, muitas vezes somos nós que fazemos: tentando justificar nossos erros pelas atitudes das outras pessoas, nos esquivando de nossas responsabilidades e dos acertos que devemos fazer.

Só eu passo por isso? Comente aí, abra seu coração.

Paz.

Deixe um comentário