Versículo

Honrar a presença de Deus II

“Falarás também a todos os que são sábios de coração, a quem eu tenho enchido do espírito da sabedoria, que façam vestes a Arão para santificá-lo; para que me administre o ofício sacerdotal.” (Êxodo 28:3)

Outro dia eu estava falando sobre como honramos a presença de Deus, e hoje quero continuar um pouco neste assunto. Lembrem-se que não sou dono da verdade e você deve analisar tudo o que eu e outras pessoas disserem, à luz da palavra.

É interessante notar como era necessária toda uma preparação para que o sumo sacerdote pudesse entrar no lugar santíssimo. Roupas especiais, uma cerimônia especial, com atitudes corretas e santificado. Tudo isso era necessário, era mandamento de Deus. Como disse anteriormente, precisamos avaliar como hoje negligenciamos a presença de Deus, nos esquecendo de quem Ele é!

Obviamente sabemos que Jesus é o nosso sumo sacerdote e o véu do templo se rasgou, nos dando livre acesso ao santo dos santos (Marcos 15, Hebreus 9). Porém, não é por isso que podemos simplesmente nos esquecer de que Deus merece toda a honra que pudermos lhe dar para que a Sua presença seja realmente bem recebida.

O que quero dizer é que eu creio que nós estamos sempre pedindo pela presença de Deus, mas estamos esquecendo de honrar esta presença. Quis trazer esta passagem do velho testamento para nos lembrarmos do que era necessário o sumo sacerdote fazer para entrar na presença dEle. Não que seja necessário fazermos as mesmas coisas (e não é mesmo), mas precisamos, com este exemplo, extrair o princípio da honra e do reconhecimento de que estamos diante de Deus e não de apenas um homem qualquer.

Eu creio que quando honrarmos realmente a presença de Deus, Ele olhará para nós e o Seu poder será manifesto de uma maneira que vimos poucas vezes acontecer em nossos dias.

E também não estou falando que não fazemos isso, que nunca honramos a presença de Deus. Estou apenas dizendo que devemos refletir sobre como temos honrado aquEle que merece toda a honra. Estou apenas pensando sobre como podemos fazer para recebê-lo de uma maneira ainda melhor.

Para trazer algo prático ao que estou falando e também para que todos possamos entender mais profundamente estes pensamento, o que quero dizer é que, por exemplo: enquanto estivermos orando, devemos entender que Deus está ali, nos ouvindo, que estamos diante da presença dEle. Por isso não podemos ser negligentes e fazê-lo de qualquer maneira. Devemos honrá-lo antes de mais nada (Mateus 6:9), devemos respeitá-lo, ouvi-lo, amá-lo. Não podemos orar pensando que Deus está longe, que a presença dEle não é real. E, se a presença dEle é real, devemos respeitá-la.

Também não quero trazer liturgias para as orações ou para o momento de adoração com música, entendo que cada pessoa honrará a Deus de uma maneira diferente e não pode ser julgada por isso. Só quero que paremos para refletir no que podemos mudar para honrar ainda mais a presença de Deus.

Talvez possamos parar de conversar com os outros enquanto nos reunimos para orar. Talvez possamos parar de pensar em como nossa casa precisa ser pintada enquanto cantamos “Grande é o Senhor!”. Talvez possamos deixar nossas preocupações com o trabalho de lado para buscar a Deus da maneira devida e com os pensamentos voltados para Ele somente. Talvez possamos entender que quando vamos cultuar a Deus, Ele deve estar presente, pois fazemos isso para Ele, então devemos nos entregar totalmente e não ficar olhando como a roupa nova da vizinha é bonita.

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário