Eu sou o ladrão da cruz

“Um dos criminosos que ali estavam dependurados lançava-lhe insultos: “Você não é o Cristo? Salve-se a si mesmo e a nós!” Mas o outro criminoso o repreendeu, dizendo: “Você não teme a Deus, nem estando sob a mesma sentença? Nós estamos sendo punidos com justiça, porque estamos recebendo o que os nossos atos merecem. Mas este homem não cometeu nenhum mal”. Então ele disse: “Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino ”. Jesus lhe respondeu: “Eu garanto: Hoje você estará comigo no paraíso”.

Lucas 23:39-43

Estava lendo esse texto esses dias, um texto que eu já li algumas vezes, só que dessa vez o Espírito Santo me mostrou algo que estava na minha cara, e eu nunca percebi: eu sou o ladrão da cruz.

Vamos imaginar um pouco sobre como foi a vida desse homem. Só pelo falo dele estar sendo crucificado, isso já nos diz que algo de errado ele fez, a palavra nos diz ele era um ladrão, provavelmente viveu grande parte da sua vida fazendo coisas erradas, cometendo pecados, etc.

Durante a vida desse homem, provavelmente deve ter ouvido falar de Jesus, pois Jesus estava bem famoso na região, ou pode ser também que ele nunca nem tinha ouvido falar de Jesus, mas ele vivia ou estava próximo de pessoas bem religiosas, provavelmente em algum momento da sua vida ele deve ter ouvido falar do aguardado messsias.

Independente das suposições, uma coisa é fato, se esse homem estava sendo crucificado, algum pecado ou transgressão ele cometeu.

E já no fim da sua vida, ele clama por misericórdia de Jesus. E o que Jesus faz?

Jesus não olha para nenhum dos seus pecados ou nenhuma de suas transgressões. Jesus não olha as suas motivações. Provavelmente Jesus olha o seu coração e ali encontra um coração realmente arrependido, um coração sujo, mas arrependido. Assim Jesus o salva e esse homem, a partir daquele momento, em vez de ficar cheio de pecado e culpa, se enche de misericórdia e amor.

Eu me encaixo nesse contexto porque Jesus me aceitou do jeito que eu sou, Jesus me amou do jeito que eu sou. Jesus derrama a sua misericórdia sobre minha vida todos os dias. Mesmo meu coração sendo sujo e cheio de pecados, Ele me amou, não olhou para o meu passado, para o que eu tinha feito, para as coisas que eu pensava e o modo que eu agia, Ele simplesmente me amou.

“Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir”

Mateus 5:17

Pensando em toda essa situação, me vem na cabeça esse versículo acima. Jesus veio para cumprir a lei, pagar os meus pecados e me salvar, simples assim. Minhas transgressões estão pagas, pecados perdoados e esquecidos.

O apelo que eu deixo hoje é o seguinte: será que você também não é o ladrão da cruz? Avalie sua vida e sua trajetória, lembre-se de tudo aquilo que Deus fez na sua vida, tudo que Ele perdoou, e o quanto que Ele te amou.

Se você ainda não conhece Jesus, saiba que, o mesmo perdão e salvação que o ladrão da cruz teve, você também pode experimentar!

Qual o objetivo desse texto? E nos fazer lembrar do quanto Deus nos ama, do tamanho do seu perdão e da sua misericórdia A sua graça que nos alcança diariamente!

Deus abençoe!

Deixe um comentário