Bíblia e caneca, em frente ao lago

Apóstolos e discípulos

“E, quando já era dia, chamou a si os seus discípulos, e escolheu doze deles, a quem também deu o nome de apóstolos: Simão, ao qual também chamou Pedro, e André, seu irmão; Tiago e João; Filipe e Bartolomeu; Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelote; E Judas, irmão de Tiago, e Judas Iscariotes, que foi o traidor. E, descendo com eles, parou num lugar plano, e também um grande número de seus discípulos, e grande multidão de povo de toda a Judéia, e de Jerusalém, e da costa marítima de Tiro e de Sidom; os quais tinham vindo para o ouvir, e serem curados das suas enfermidades” (Lucas 6:13-17)

Vemos uma diferença aqui, pela primeira vez, entre os discípulos. Alguns dentre eles foram chamados para algo mais, foram chamados para serem apóstolos. Foram estes que estiveram mais perto de Cristo ao longo da jornada.

Note que este trecho de Lucas 6 faz uma distinção muito clara entre eles e o restante dos discípulos quando diz, por exemplo: “E, descendo com eles, parou num lugar plano, e também um grande número de seus discípulos”.

A principal diferença que vemos entre os discípulos e os apóstolos, enquanto Jesus esteve presente com eles, foi a proximidade. Veja este texto:

“E, indo eles, acharam como lhes havia sido dito; e prepararam a páscoa. E, chegada a hora, pôs-se à mesa, e com ele os doze apóstolos. E disse-lhes: Desejei muito comer convosco esta páscoa, antes que padeça;” (Lucas 22:13-15)

Quem estava presente na ceia do Senhor, antes dele se entregar por nós não foram todos os discípulos, mas apenas os apóstolos. Veja esta outra referência:

“E, subindo Jesus a Jerusalém, chamou à parte os seus doze discípulos, e no caminho disse-lhes: Eis que vamos para Jerusalém, e o Filho do homem será entregue aos príncipes dos sacerdotes, e aos escribas, e condená-lo-ão à morte.” Mateus 20:17,18

Aqueles que estavam mais próximos, eram também os primeiros a saberem dos planos e daquilo que iria acontecer. Certamente eram os mais cobrados, eram também aqueles que recebiam do melhor ensinamento de Cristo.

Com isso eu aprendo que existem níveis de proximidade com o Senhor e nós temos que entender como podemos estar mais próximos dele. Por isso precisamos estudar o que estas pessoas fizeram de diferente para terem sido escolhidas como apóstolos. Veremos isso na semana que vem.

Paz.

0 comentário em “Apóstolos e discípulos”

Deixe um comentário