Mulher orando com a bíblia

Sim, sim. Não, não. 

“Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno.” (Mateus 5:37)

Estes dias meu filho mais velho me pediu algo e eu disse que faria sua vontade. Com os afazeres do dia acabei demorando para atendê-lo e ele me lembrou do que eu havia dito. Respondi então que pararia tudo o que eu estava fazendo pois havia prometido algo para Ele, sendo assim, deveria cumprir minha promessa.

Ele me respondeu o seguinte: “Mas pai, o Senhor não me prometeu nada, só disse que faria”.

Por ser muito novo ele ainda não entende essa passagem de Mateus, mas foi a oportunidade que tive de começar a ensiná-lo. Eu disse que sempre que falo algo, cumpro, independente de ter “prometido” ou não. Essa é a impecabilidade da palavra que o cristão deve ter.

Certamente não consigo fazer isso em todo o tempo e ele mesmo deve ter alguns exemplos para contar para vocês de vezes onde falhei. Entretanto, o que quero demonstrar com esse exemplo é o princípio de que nossa palavra, aquilo que falamos, deve ser impecável. Devemos lutar com nossa carne para que não falhemos naquilo que falarmos. Além de ser um bom testemunho para o cristão, é o que a Bíblia nos ensina.

A sua reflexão com este post deve ser a seguinte: “as minhas atitudes estão alinhadas com meu discurso ou o que falo é normalmente mais belo do que aquilo que faço?”.

Paz.

2 comentários em “Sim, sim. Não, não. ”

Deixe um comentário