Ministração

Purifiquem-se

André
Escrito por André

Texto base: “Ora, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus.” (2 Coríntios 7:1)

Mensagem principal: Nossa vida tem um propósito em Deus. Só vamos viver esse propósito se nos santificarmos.

Para você refletir

Quais são as promessas que Deus tem para sua vida? Qual é o propósito da sua vida? Para o que Deus te chamou? Não estou falando sobre o chamado geral, mas sim sobre o chamado específico. Qual é o seu chamado específico?

Talvez você ainda não tenha essas respostas, e isso não é um problema. Muitos são novos convertidos, ou nunca perguntaram para Deus sobre esses assuntos.

É importante que você pense nisso, porém é mais importante, para essa conversa, que você saiba que você tem um chamado específico de Deus e que você tem promessas dEle. Ele quer que você faça algo, Ele te separou para uma obra. Você tem um chamado geral, tem um chamado específico e também promessas do SENHOR.

A grande questão é que só vamos conseguir cumprir esse chamado, só vamos conseguir alcançar essas promessas, se nos santificarmos:

“Ora, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus.” (2 Coríntios 7:1)

Para entendermos esse texto, precisamos entender quais são essas promessas que Paulo está falando, por isso vamos voltar aos versos anteriores:

“Pelo que saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; e não toqueis nada imundo, e eu vos receberei; e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.” (2 Coríntios 6:17-18)

Essa promessa que Paulo comenta é a de que Deus será para nós Pai e nos seremos seus filhos e filhas. Eternamente seremos filhos de Deus.

Para alcançarmos essa promessa, e outras que Deus têm sobre nossas vidas, como a do nosso chamado específico, precisamos nos santificar. Precisamos nos separar do mundo, nos apartar do que é imundo. E então, como diz a Palavra, Ele nos receberá.

O fato é que todos nós estamos envolvidos com o mundo de alguma maneira: nós estudamos, trabalhamos e convivemos com familiares e amigos que não são convertidos. Não temos como sair do mundo.

A grande questão, e o que Paulo está querendo dizer aqui quando fala que devemos “nos apartar do mundo”, é que não podemos ter comunhão com essa imundícia. Ele falou sobre isso em sua carta anterior:

“Já por carta vos tenho escrito que não vos associeis com os que se prostituem; isso não quer dizer absolutamente com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo. Mas, agora, escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais.” (1 Coríntios 5:9-11)

Paulo sabia que não seria possível não conviver com essas pessoas, mas não que não podemos ter comunhão com elas. Essa é a santificação que ele está colocando como premissa para vivermos as promessas de Deus sobre nós. Sem essa santificação, não conseguiremos viver o que Deus preparou para que nós vivêssemos.

Por isso, a pergunta final que fica é: o que você precisa mudar na sua vida para ter a consciência pura de que tem levado uma vida de santificação?

Paz.

Tópicos para abordar

  1. Perguntas iniciais
  2. O que é chamado geral e o específico
  3. Texto base e explicação
  4. Contexto
  5. O que significa apartar-se do mundo? Fazer como pergunta
  6. O que significa apartar-se do mundo? Explicar com base na Palavra
  7. Apelo

Perguntas para compartilhar

  • Para o que Deus te chamou?
  • Que promessas Deus têm sobre a sua vida?
  • O que é esse apartar-se do mundo?
  • O que precisa mudar na sua vida?

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário