Mensagem

O texto isolado do contexto, Jesus e a morte

Mulher orando com a bíblia
André
Escrito por André

“E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?” (João 8:4,5)

Ainda me impressiona o fato de que aqueles fariseus estavam dispostos a matar uma pessoa simplesmente para tentar pegar Jesus em algum erro e acusá-lo de ser um falso Cristo. Vou tentar deixar isso de lado por um tempo para aprender com Jesus algo muito importante: texto e contexto andam juntos na bíblia.

– “Tá André, eu já sei disso, mas como você vai me dizer que Jesus ensinou sobre isso nessa passagem?”

Antes de mais nada lembre-se que nem todos os que estão lendo esse post entendem o que é texto e contexto. Para quem não entende, o ponto é que nunca podemos pegar um versículo isolado da bíblia e aplicá-lo integralmente em nossas vidas sem a análise de contexto. Um exemplo:

“E entre as tuas armas terás uma pá; e será que, quando estiveres assentado, fora, então com ela cavarás e, virando-te, cobrirás o que defecaste.” (Deuteronômio 23:13)

Vocễ provavelmente não sai por aí com uma pá pronto para defecar na rua, cavar um buraco e cobri-lo depois. Sem entender o contexto desse versículo e a quem ele se aplica, podemos ser cristãos um tanto quanto estranhos.

Dito isso, Jesus reforça esse entendimento da necessidade do contexto na passagem da mulher adúltera. Note que os fariseus, tentando pegá-lo em alguma falha provocam-no para ver se Ele respeitaria ou não a lei. Veja a resposta de Jesus:

“E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.” (João 8:7)

Veja que Jesus não negou a lei, ele pediu que as pessoas cumprissem o que estava descrito que deveriam fazer. Porém, ao mesmo tempo, Ele trouxe um pouco mais de entendimento sobre quem deveria ser o executor daquele ato: aqueles que fossem melhores que ela, que não tivessem pecado.

Expandindo o entendimento da lei, trazendo mais contexto para o que era dado como certo, Jesus ensina as pessoas e ainda livra a mulher de ser assassinada. Olhando para apenas um ponto da lei, aquela mulher deveria ser apedrejada. Olhando para o todo, percebemos que ninguém poderia julgá-la. Não é lindo quando passamos do entendimento local para um entendimento mais amplo da Palavra?

É por isso que no JC na Veia, em tudo o que fazemos, queremos aproximar as pessoas de Deus. Queremos que todos, de maneira simples e diária, tenham acesso a esse entendimento de maneira simples. Sendo assim, nos acompanhe diariamente, pois temos novos posts todos os dias e vídeos aos domingos, lá no canal!

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário