Guarde o seu coração

Estudo de Provérbios 13

Seguindo nos Provérbios de Salomão, nos deparamos com Provérbios 13, mais um capítulo que está cheio de ensinamentos diversos.

Eu categorizei a mensagem principal de cada um destes Provérbios e cheguei no seguinte:

  • 8 provérbios sobre sabedoria
  • 7 provérbios sobre dinheiro
  • 4 provérbios sobre a língua
  • 4 provérbios sobre justiça
  • 2 provérbios sobre esperança
  • 1 provérbios sobre paternidade

Quando li estes provérbios todos imaginei Salomão falando sobre eles isoladamente. Como, na minha imaginação, ao ver outras crianças fazendo maldades, ele se virar para Roboão e lhe dizer: “o que anda com os sábios ficará sábio, mas o companheiro dos tolos será destruído.” (Provérbios 13:20).

Vejo-o dando estes conselhos para seus filhos e para as pessoas em diferentes momentos de sua vida. Já falamos sobre isso lá em Provérbios 10, esta parte do livro de Provérbios é uma compilação de diversos ensinamentos de Salomão.

Todavia, não podemos ignorar que em boa parte destes textos, Salomão está falando sobre a questão do dinheiro, da saúde financeira. Como homem riquíssimo, acredito que ele tinha alguma experiência para nos ensinar sobre o assunto. Por isso, separei três ensinamentos de Salomão sobre dinheiro em Provérbios 13 para que nós sejamos instruídos.

1 – Provérbios 13:4

“A alma do preguiçoso deseja, e coisa nenhuma alcança, mas a alma dos diligentes se farta.”

Ele nos ensina que na preguiça não alcançaremos coisa alguma, que precisamos ser diligentes, esforçados, temos que trabalhar com afinco.

Temos o mesmo ensinamento em Provérbios 6:6-11, de maneira ainda mais contundente. Ele foi um homem muito rico e, pelos seus ensinamentos, também muito esforçado.

Acredito, com isso, que precisamos remover de nossas vidas a ideia do dinheiro fácil, da conquista sem esforço. Não estou pregando aqui que todos devem ficar ricos ou que devem buscar isso a qualquer custo. Estou apenas dizendo que, aqueles que desejam ter saúde financeira nesta vida, precisam ser diligentes.

2 – Provérbios 13:11

“A riqueza de procedência vã diminuirá, mas quem a ajunta com o próprio trabalho a aumentará.”

Perdendo-se no desejo de alcançar suas metas, de terem as coisas que seus olhos desejam, muitos se deixam levar pelas alternativas de ganhos que não correspondem com a vontade de Deus.

A partir do momento que nos tornamos cristãos, devemos começar a refletir como servimos ao SENHOR em todas as áreas de nossas vidas. Isso inclui aquilo que fazemos para ganhar dinheiro.

Nisso temos duas linhas de reflexão, a primeira é: a atividade que exerço vai contra a vontade de Deus? A segunda é: a maneira como a faço, agrada ao SENHOR?

3 – Provérbios 13:18

“Pobreza e afronta virão ao que rejeita a instrução, mas o que guarda a repreensão será honrado.”

Eu não poderia deixar de citar o texto onde Salomão une seu entendimento sobre saúde financeira e sobre sabedoria. Para ele, as duas coisas andam juntas.

Não podemos imaginar que teremos uma sem a outra. Podemos tentar guardar dinheiro, manter as nossas contas em dia, conquistar algumas coisas mas, se não nos atentarmos aos outros ensinamentos de sabedoria que Salomão e a Palavra nos ensinam, certamente falharemos.

E aí, quais outros provérbios deste capítulo deveríamos destacar e por qual motivo?

Paz.

Deixe um comentário