Estudo de Atos 26

Neste estudo de Atos 26 veremos a defesa de Paulo perante Agripa e Festo. É um capítulo simples, mas com o qual podemos aprender muito. Paulo conta a história dele para Agripa, repassando vários momentos que vimos aqui no livro de Atos.

Veremos os seguintes eventos neste capítulo:

  • A vida de Paulo antes da conversão (1 a 5)
  • O motivo pelo qual Paulo é julgado (6 e 8)
  • Paulo perseguindo os cristãos (9 a 12)
  • O encontro de Paulo com Cristo (13 a 20)
  • Cristo é o messias que foi profetizado (21 a 23)
  • Festo acha que Paulo está louco (24 a 27)
  • Agripa diz que Paulo quer convertê-lo (28 e 29)
  • Paulo estaria livre se não tivesse apelado para César (30 a 32)

Neste estudo de Atos 26, vamos ver alguns pontos do capítulo.

Mais detalhes do encontro de Paulo com Cristo

Aqui no capítulo 26 temos mais detalhes do momento do encontro de Paulo com Cristo que não vimos em Atos 9:

“Mas levanta-te e põe-te sobre teus pés, porque te apareci por isto, para te pôr por ministro e testemunha tanto das coisas que tens visto como daquelas pelas quais te aparecerei ainda, livrando-te deste povo e dos gentios, a quem agora te envio, para lhes abrires os olhos e das trevas os converteres à luz e do poder de Satanás a Deus, a fim de que recebam a remissão dos pecados e sorte entre os santificados pela fé em mim.”

Atos 26:16-18

Notamos, com estas novas informações do encontro de Cristo com Paulo, alguns pontos interessantes.

O primeiro deles é que Jesus chama Paulo justamente para contar o testemunho dele. Quando diz que estava aparecendo para que Paulo fosse ministro e testemunha daquilo que viu e que veria, Jesus está pedindo que Paulo conte a história do encontro dele com Cristo para as pessoas.

É isso que vemos Paulo fazendo diversas vezes aqui no livro de Atos. Esta, diante de Agripa e Festo, é mais uma delas.

Também é isso que nós somos chamados para fazer: contar o testemunho do nosso encontro com Cristo para todas as pessoas. Certamente algumas pessoas terão habilidades em diferentes áreas, mas algo que deve ser comum a todos os cristãos, é o encontro com Cristo. De uma forma ou de outra, as pessoas cristãs tiveram um encontro com Ele e devem testemunhar sobre isso.

Outra coisa que aprendemos aqui é que Jesus já havia avisado Paulo que apareceria de novo para ele, e que Paulo também deveria testemunhar sobre isso. Essa promessa para a vida de Paulo foi importantíssima, pois já sabemos por tudo o que Paulo passou nesse tempo de ministério.

A mesma coisa serve para nossas vidas: Jesus estará conosco em todo o tempo, em toda a caminhada. Ele estará do nosso lado em todos os momentos. Já falei sobre isso recentemente no nosso estudo de Atos.

Também vemos aqui nesse encontro que as pessoas que estão sem Cristo, estão sob o poder de satanás. Isso é algo que precisamos entender e ter muito claro em nossas vidas. Nós nos dividimos entre aquelas pessoas que já conhecem Cristo e vivem sob o seu senhorio e as pessoas que vivem sob o senhorio de satanás. Não existe um terceiro grupo, não existe outra possibilidade. Ou servimos a Cristo ou servimos ao diabo.

Isso significa que, como cristãos, é nosso dever, nossa responsabilidade, apresentarmos Cristo para as pessoas através do nosso próprio testemunho.

Profecias sobre Cristo

Então Paulo, sabendo que Agripa conhecia sobre a lei e sobre Moisés, conecta-se com ele de uma maneira mais teológica:

“E, agora, pela esperança da promessa que por Deus foi feita a nossos pais, estou aqui e sou julgado, à qual as nossas doze tribos esperam chegar, servindo a Deus continuamente, noite e dia. Por esta esperança, ó rei Agripa, eu sou acusado pelos judeus. Pois quê? Julga-se coisa incrível entre vós que Deus ressuscite os mortos?”

Atos 26:6-8

O que ele faz é explicar que toda a lei e os profetas falavam sobre a ressurreição do Messias, o primeiro, o primôgenito dentre os mortos, a esperança de Israel, aquele que seria o primeiro a ressuscitar. Era por crer que Jesus, o Nazareno, era o Messias é que Paulo estava sendo julgado. Ele estava sendo perseguido por crer que a promessa havia se cumprido em Jesus, por crer que o motivo da esperança dos judeus havia vindo.

O que seria estranho tentar explicar para Festo, era algo fácil para Agripa entender. Paulo aproveita essa oportunidade e se comunica de maneira muito mais direta com ele.

Para uns loucura, para outros, vida

Após ouvir o testemunho de Paulo, temos duas reações diferentes entre Agripa e Festo. Sobre o governador, lemos:

“E, dizendo ele isto em sua defesa, disse Festo em alta voz: Estás louco, Paulo! As muitas letras te fazem delirar!”

Atos 26:24

Já Agripa diz o seguinte:

“E disse Agripa a Paulo: Por pouco me queres persuadir a que me faça cristão!”

Atos 26:28

O que aprendo aqui é que, para algumas pessoas, nosso testemunho será uma loucura, para outros será vida. Alguns não entenderão o que falamos, alguns não crerão, pensarão que estamos loucos. Outros vão se conectar com o que estamos falando e entender que estamos levando Cristo para eles.

Desafio do capítulo

O desafio do capítulo de hoje é para que assim como Paulo, você escolha alguma pessoa que ainda não é convertida e fale de Deus para ela, fale do amor de Deus por ela. Depois venha aqui nos comentários e diga que fez o desafio de hoje!

Deixe um comentário