Mensagem

Darwin, sabe de nada inocente

Charles Darwin - Que ele esteja errado
André
Escrito por André

A teoria da evolução de Darwin foi um marco na sociedade científica. Com estratégia e muito estudo, ele mudou a maneira como todo o mundo enxergava o tema. Venceu a pressão da sociedade, os seus opositores e muitos desafios para tornar famosa a teoria biológica mais aceita no mundo de hoje.

Um dos desafios de Darwin foi o receio de não ter crédito por estar se opondo à ideia de que um Deus benevolente teria criado o mundo. As duas linhas de pensamento perduram em “guerra” até hoje, além de diversas outras vertentes e mesclas destas opiniões.

Observando, assim como fez o grande Darwin, e estudando um pouco, gostaria de forma despretensiosa e talvez até ridícula, expor a opinião de um leigo.

Minha crença em Deus me faz acreditar que Ele criou o mundo e fez todas as espécies. Isso não impede que algumas evoluam ao longo dos anos, mas rejeito o pensamento de que evoluímos a partir de um microorganismo, um ancestral comum.

Por qual motivo me oponho?

Quando observou a sociedade, vejo que exatamente os mesmos problemas são enfrentados há milhares de anos, vejo as mesmas atitudes há milhares de anos.

Certo, o primeiro contra argumento seria de que a evolução demora muito mais do que apenas alguns milhares de anos.

Eu entendo, mas penso ser estranho uma sociedade que evolui cometer de maneira recorrente os mesmos erros e não perceber o quão destrutivos eles são.

O segundo contra argumento seria de que Darwin falava sobre a evolução biológica da espécie e pôde comprová-la.

Como disse, não nego que uma espécie possa se adaptar através da seleção natural. Nego a ideia do ancestral comum. Segundo, para a preservação da espécie não é necessária apenas a evolução genética, é necessária uma evolução moral, ética e organizacional. Coisa que não temos visto no ser humano.

Outro ponto importante é de que, apesar de dominante, a ideia de Darwin não é consenso na comunidade científica, mas isso deve ser culpa dos cientistas crentes…

“Assim, se ajuntaram contra esta cidade todos os homens de Israel, unidos como um só homem.” (Juízes 20:11)

No caso do versículo acima, o povo de Israel juntou-se para vingar um ato sórdido cometido por uma de suas tribos, exatamente como já vimos acontecer tantas e tantas vezes aqui na terra do pau-brasil. A diferença é que hoje temos mais evidências, como no caso da mulher que foi espancada no Guarujá.

Você consegue ver alguma semelhança? Onde está a tal evolução da espécie que, há milhares de anos comete os mesmos erros? Será que os que cometem estes absurdos, tanto a maldade quanto a “””justiça””” são os mais aptos? Será que eles são o melhor da espécie, os mais adequados para garantir nossa sobrevivência?

Não posso acreditar nisso. Ou temos uma falha gravíssima na seleção natural ou a teoria ainda não está perfeita. Analisando isso vejo como mais crível um Deus criador de todas as coisas, dos organismos mais simples, aos mais complexos e dando livre arbítrio aos seres humanos do que defender que estamos evoluindo como espécie.

Se Darwin estiver certo, em alguns milhões de anos, é provável que o ser humano esteja extinto. E se dará pelas próprias escolhas da espécie “mais evoluída”. Que ele esteja errado.

Como disse anteriormente, é apenas a reflexão de um leigo sem crédito, no post mais chato que este blog já viu… Se você teve coragem e disposição de chegar até aqui, curta nosso blog nas redes sociais e compartilhe essa maluquice.

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário

Quer saber antes de todo mundo o que acontece no JC na Veia?
Assine nossa newsletter
Essa é uma lista exclusiva, poucas pessoas permanecem nela e oferecemos o melhor para nossos assinantes, conteúdo exclusivo e novidades em primeira mão.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.
close-link