A necessidade do testemunho

“E, estando ele em Jerusalém pela páscoa, durante a festa, muitos, vendo os sinais que fazia, creram no seu nome.” (João 2:23)

Esta semana eu estava conversando, não me lembro com quem, sobre a maneira como a nossa vida fala muito mais do que nossas próprias palavras. Se ministrarmos para uma pessoa sobre santidade ela provavelmente se lembrará desta mensagem, mas quando convivemos com alguém e demonstramos o padrão de santidade todos os dias, esta pessoa será realmente impactada.

Agora você pode estar pensando que isso se dá pois estamos todos os dias com a pessoa, mas mesmo que ministremos sobre a mesma coisa todos os dias para ela, corremos o sério risco de apenas nos tornarmos chatos e esta pessoa começar a nos ignorar.

Ao passar a sua principal mensagem, o amor, Jesus utilizou a melhor técnica: viveu toda uma vida amando-nos. Morreu amando-nos. Vemos isto no segundo capítulo do evangelho de Joao, no versículo 23, quando muitas pessoas creram nEle não por causa das Suas palavras, mas por causa de suas atitudes, dos milagres que Ele fazia.

A nossa vida precisa falar sobre quem nós somos. Se ela não faz isso, então apenas pensamos ser algo, mas na realidade somos outro.

Paz.

Deixe um comentário