Mensagem

A minha faceta do jovem rico

“Disse- lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá aos pobres e terás um tesouro no céu; depois, vem e segue- me. Tendo, porém, o jovem ouvido esta palavra, retirou-se triste, por ser dono de muitas propriedades.” (Mateus 19:21,22)

Para andar com Deus devemos deixar para trás o apego que temos com as coisas deste mundo. E como isto é difícil… O que aconteceu com o jovem rico pode acontecer conosco não apenas com a questão financeira, mas em outras áreas, como costumes, hobbies e programas.

Se não nos desapegamos, se não deixamos para trás as coisas que estamos acostumados a fazer para seguir a Cristo, dificilmente seremos plenos no nosso chamado. Eu estou livre de tudo o que me prende a este mundo? Óbvio que não. Temos que procurar todos os dias nos desapegarmos mais deste mundo.

O jovem rico poderia se chamar “o jovem torcedor”, “o jovem jogador”, “o jovem namorado”, “o jovem trabalhador”, “o jovem estudante”, etc. Estas coisas não são importantes? Claro que são, mas no nosso coração elas não podem vir antes de Deus. Sempre que algo vem antes de Deus, estamos fazendo a mesma coisa que o jovem rico fez.

Paz

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário