Estudo do livro de Salmos – Salmo 148

O salmo 148 é o terceiro salmo de fechamento do livro. Nele analisaremos como o salmista expande a direção de louvarmos ao Senhor para uma esfera muito maior.

Este salmo pode se dividir em duas partes:

  • Louvor do céu: versículos 1 a 6
  • Louvor da Terra: versículos 7 a 12

Louvor do céu

O versículo 1 diz:

“Louvai ao Senhor! Louvai ao Senhor desde os céus, louvai-o nas alturas.”

Salmos 148:1

Como todos os salmos desta parte do livro, começa com a direção “Louvai ao Senhor”. Após isso lemos: “Louvai ao Senhor desde os céus”. No versículo 7, que começa a segunda parte do salmo, lemos: “Louvai ao Senhor desde a terra”. Por isso podemos dividir este salmo nesta duas partes.

Dentro do conceito de louvor ao Senhor desde os céus, temos duas partes: quem e o por qual motivo. O quem, está definido nos versículos 2 a 4:

  • Todos os anjos
  • Todos os seus exércitos
  • Sol e Lua
  • Todas as estrelas luzentes
  • Céus dos ceús
  • Águas sobre os céus

O motivo pelo qual o Senhor deve ser louvado desde os céus se encontra nos versículos 5 e 6:

“Que louvem o nome do Senhor, pois mandou, e logo foram criados. E os confirmou para sempre e lhes deu uma lei que não ultrapassarão.”

Salmos 148:5,6

Aqui aprendemos várias coisas importantes. Uma delas é a de que Deus criou todas as coisas, tudo o que existe, tudo o que vemos e o que não vemos foi criado pelo Senhor. Os anjos, as estrelas, tudo foi criado, de maneira maravilhosa, por Deus.

Louvor da Terra

O versículo 7 diz:

“Louvai ao Senhor desde a terra, vós, baleias e todos os abismos,”

Salmos 148:7

Esta segunda parte do salmo, começa da mesma maneira que todos estes últimos salmos: “Louvai ao Senhor”. A diferença aqui, em relação ao versículo 1, é que vemos que o louvor deve vir “desde a terra”, enquanto no primeiro versículo o salmista estava falando sobre o louvor que vem do céu.

Aqui também temos as mesmas duas partes: quem e por qual motivo. Nesta parte do salmo, vemos que quem deve louvar ao Senhor desde a terra são:

  • Baleias
  • Todos os abismos
  • Fogo e saraiva
  • Neve e vapores
  • Vento tempestuoso
  • Montes
  • Todos os outeiros
  • Árvores frutíferas
  • Todos os cedros
  • Feras
  • Todos os gados
  • Répteis
  • Aves voadoras
  • Reis da terra
  • Todos os povos
  • Príncipes
  • Todos os juízes da terra
  • Rapazes
  • Donzelas
  • Velhos
  • Crianças

Ou seja, tudo o que existe na face da terra deve louvar ao Senhor. Tudo o que foi criado por Deus tem a função de louvá-lo, de exaltar o Seu santo nome. O texto também nos diz por qual motivo tudo o que existe na terra deve louvar ao Senhor:

“Que louvem o nome do Senhor, pois só o seu nome é exaltado; a sua glória está sobre a terra e o céu. Ele também exalta o poder do seu povo, o louvor de todos os seus santos, dos filhos de Israel, um povo que lhe é chegado. Louvai ao Senhor!”

Salmos 148:13,14

Devemos louvá-lo pois o Seu nome é sobre todo nome, não existe nenhum outro que se compare ao nosso Senhor. A glória de Deus está sobre todas as coisas, o Senhor é quem nos guarda, nos guia e nos chama para perto.

Como sol e lua louvam a Deus?

A pergunta que fica na leitura deste salmo é esta: “Como o sol e a lua louvam a Deus?”. Como alguns destes elementos citados, como o fogo ou um monte, podem louvar ao Senhor. A resposta está no próprio texto:

“fogo e saraiva, neve e vapores e vento tempestuoso que executa a sua palavra;”

Salmos 148:8

É simples: cumprindo aquilo que foram criados para cumprir. Essa é a maneira, por exemplo, como a lua louva a Deus. Se ela simplesmente cumprir o seu papel, executar aquilo que foi criada por Deus para executar, está louvando a Deus.

A lua não fala, não tem reações, emoções, sentimentos. Ela simplesmente existe para cumprir o papel que Deus designou para ela cumprir.

Isso nos leva à reflexão sobre como nós podemos louvar a Deus. É claro que, como aprendemos nos salmos anteriores, devemos louvar a Deus reconhecendo o que Ele fez, devemos louvar com músicas, devemos louvar de maneira individual e também em comunidade. Além disso, o que aprendemos aqui no salmo 148, é que devemos louvar a Deus simplesmente cumprindo aquilo que Deus nos chamou para cumprir, fazendo a sua vontade no dia-a-dia.

Desafios do capítulo

Os desafios de hoje devem ser respondidos no mesmo comentário, para facilitar a nossa validação. Você tem três tarefas:

  1. Responda à seguinte pergunta: de quais maneiras você pode louvar a Deus com sua vida?
  2. Responda à pergunta: quais outros textos bíblicos apoiam a ideia de que devemos louvar a Deus com nossas vidas?
  3. Passe um tempo hoje refletindo sobre o que é que Deus te chamou para cumprir. Anote suas reflexões como uma parte da resposta

Após responder aos 3 desafios acima, deixe um comentário com as suas respostas.

Deixe um comentário