Estudo de Gênesis 19

O capítulo 19 de Gênesis nos mostra a destruição de Sodoma e Gomorra e o que acontece com a família de Ló. São vários ensinamentos que podemos extrair deste capítulo.

O capítulo está organizado da seguinte forma:

  • Ló recebe os dois anjos em sua casa (1 a 3)
  • Ló oferece suas filhas (4 a 8)
  • Os anjos deixam o povo cego (9 a 11)
  • O anúncio da destruição de Sodoma (12 a 14)
  • Os anjos tomam Ló e o expulsam da cidade (15 a 17)
  • Ló vai para Zoar (18 a 23)
  • A mulher de Ló se transforma em estátua de sal (24 a 26)
  • O nascimento de Moabe e Ben-Ami (27 a 38)

Vamos ver alguns deles.

Ló oferece suas filhas

Começamos o capítulo vendo que os dois anjos que estavam com o Senhor e com Abraão vão até Sodoma, visitar Ló. Eles chegam à casa de Ló, entram e, à noite, os cidadãos de Sodoma batem na porta de Ló pedindo que aqueles dois homens saíssem da casa para que eles fossem abusados.

“E, antes que se deitassem, cercaram a casa os varões daquela cidade, os varões de Sodoma, desde o moço até ao velho; todo o povo de todos os bairros. E chamaram Ló e disseram-lhe: Onde estão os varões que a ti vieram nesta noite? Traze-os fora a nós, para que os conheçamos.”

Gênesis 19:4,5

O pecado em Sodoma havia sido normalizado. Era algo comum e banal para eles aquilo que pensamos ser inadmissível para qualquer pessoa.

Ao se deparar com esta situação, Ló oferece suas filhas:

“Então, saiu Ló a eles à porta, e fechou a porta atrás de si, e disse: Meus irmãos, rogo-vos que não façais mal. Eis aqui, duas filhas tenho, que ainda não conheceram varão; fora vo-las trarei, e fareis delas como bom for nos vossos olhos; somente nada façais a estes varões, porque por isso vieram à sombra do meu telhado.”

Gênesis 19:6-8

Note como o padrão de pecado havia se infiltrado na vida de Ló a ponto de oferecer suas filhas para que aqueles homens abusassem delas. Além de começar a aceitar aquilo que era pecado, ele dá um péssimo exemplo para a sua família.

Não temos como saber se alguém de sua família ouviu ele falar isso, mas o fato é que isso é algo que certamente desagradou a Deus e não era a atitude esperada de um pai de família.

Sabemos, através da Palavra (2 Pedro 2:6-9), que Ló se afligia com o pecado de Sodoma, mas essa aflição não foi suficiente para que ele mudasse de vida, para que ele saísse daquele lugar e protegesse sua família daquele tipo de influência.

O que aprendo aqui é que quando começamos a aceitar o pecado, a conviver diariamente com o pecado sem fazer o filtro correto daquilo que vemos e ouvimos, estamos sujeitos a cometer os mesmos erros. Por isso devemos estar vigiando e em oração constantemente, não podemos desanimar.

Ló é expulso

Vemos, após isso, que Ló demora para sair de Sodoma e acaba sendo expulso de lá pelos dois anjos:

“E, ao amanhecer, os anjos apertaram com Ló, dizendo: Levanta-te, toma tua mulher e tuas duas filhas que aqui estão, para que não pereças na injustiça desta cidade. Ele, porém, demorava-se, e aqueles varões lhe pegaram pela mão, e pela mão de sua mulher, e pela mão de suas duas filhas, sendo-lhe o Senhor misericordioso, e tiraram-no, e puseram-no fora da cidade.”

Gênesis 19:15,16

Parece-me que a proximidade com uma mentalidade pecaminosa fez com que Ló se demorasse. Ele não estava pronto para sair de lá com a urgência que a situação pedia.

Às vezes somos confrontados por Deus em uma determinada área de nossas vidas. Precisamos de muita sabedoria para saber lidar com aquela área e dar a urgência necessária para o assunto. Algumas vezes Deus vai nos pedir algo e precisamos trabalhar naquilo com prioridade.

A mulher de Ló

Vemos também que a mulher de Ló se torna em uma estátua de sal:

“E a mulher de Ló olhou para trás e ficou convertida numa estátua de sal.”

Gênesis 19:26

A orientação dos anjos havia sido clara: não olhem para trás, não vejam a destruição de Sodoma. Ela não resistiu à tentação e acabou pagando o preço de seu pecado.

Ela não conseguiu deixar para trás aquela cidade sem dar uma última olhada. Cristo nos chama para deixarmos tudo para trás. Quando não conseguimos fazer isso, acabamos sofrendo, assim como aconteceu com a mulher de Ló.

O encontro com Cristo muda completamente a nossa vida. A analogia que mais vemos no Novo Testamento é que morremos com Cristo e renascemos com Ele. Morremos para a nossa antiga vida, para os nossos antigos pecados, para a antiga maneira de pensar, e renascemos com Cristo, para uma nova vida, uma nova maneira de pensar e novas atitudes. Tudo fica para trás quando nos encontramos com Cristo.

A família de Ló

No fim do capítulo, vemos o terrível fim que a família de Ló enfrentou:

“E teve a primogênita um filho e chamou o seu nome Moabe; este é o pai dos moabitas, até ao dia de hoje. E a menor também teve um filho e chamou o seu nome Ben-Ami; este é o pai dos filhos de Amom, até o dia de hoje.”

Gênesis 19:37,38

Ló perdeu tudo o que tinha, sobrando apenas suas duas filhas solteira, que pecaram de maneira inacreditável. A mentalidade pecaminosa de Sodoma estava tão presente em suas vidas, que elas acreditaram que estavam tendo uma boa ideia.

Ló, apesar de ser um homem justo, não conseguiu passar para sua família os valores e crenças básicas sobre Deus. A fé que ele tinha em Deus foi manchada pelo proximidade com o pecado de Sodoma, fazendo com que ele não cumprisse o principal papel que tinha: de fazer com que sua família andasse na mesma fé.

O ponto de reflexão que faço aqui é: qual exemplo estamos dando para nossas famílias? Podemos ser muito bons e cheios de fé do lado de fora da nossa casa, mas como está o nosso ministério dentro de casa, com aquelas pessoas que nos conhecem mais intimamente?

Desafio do capítulo

Se você está realmente com disposição de aprender a Palavra, o seu desafio de hoje é comentar o que mais você aprendeu com esse capítulo, que eu não coloquei aqui.

Paz.


❗ Você sabia? ❗

Existem formas de você aprender ainda mais sobre a palavra:

Deixe um comentário