Versículo

Versículo do dia – Perpétua alegria

“Assim voltarão os resgatados do SENHOR, e virão a Sião com júbilo, e perpétua alegria haverá sobre as suas cabeças; gozo e alegria alcançarão, a tristeza e o gemido fugirão” (Isaías 51:11)

Lembro-me que um pouco antes de me casar eu já não me encaixava mais na casa de meus pais. Não por falta de amor da minha parte ou da deles, não por desonra ou nada do tipo: apenas não me encaixava mais pois era tempo de eu iniciar a minha família, de ter a minha casa, as minhas responsabilidades como marido, como cabeça.

Graças a Deus a minha vida com meus pais, apesar das dificuldades que enfrentamos juntos, sempre foi muito boa.

Em uma escala diferente, o mesmo tem acontecido comigo nos dias atuais. Já não me encaixo mais neste mundo, a maneira como as pessoas agem, a maneira como o governo cria e executa leis, a maneira como algumas coisas acontecem, pra mim já não serve mais, eu quero a eternidade.

O que me prende aqui é a vontade de Deus e saber que ainda existem muitos combates para combater, muitas vidas para conquistar e muitos ensinamentos para aprender.

E veja, não estou reclamando da minha vida, só tenho motivos para agradecer a Deus por tudo o que Ele tem me dado, quero dizer apenas que este mundo não serve para mim. Também não estou dizendo que vou apenas esperar o tempo passar sem fazer nada, pelo contrário, enquanto estiver aqui vou combater o bom combate.

No meio de tudo isso encontro consolo na palavra de Deus, por exemplo no versículo 11 do capítulo 51 de Isaías, que diz que teremos uma “perpétua alegria” quando entrarmos na eternidade. É isso que quero, e este deve ser nosso alvo.

Amado, enquanto amarmos mais a este mundo do que as coisas eternas, estaremos andando num terreno extremamente perigoso. Se não amarmos este mundo teremos este sentimento de “não se encaixar mais”.

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário