Versículo

Versículo do dia – Pecado e perdão

“Então disse Davi a Natã: Pequei contra o SENHOR. E disse Natã a Davi: Também o SENHOR perdoou o teu pecado; não morrerás.” (2 Samuel 12:13)

Existem momentos onde minha vontade é a de escrever toda uma ministração sobre um assunto, mas este não é o propósito do Versículo do dia, então devo me conter. Hoje eu gostaria de falar sobre a atitude de Davi ante seu próprio pecado com Bate-Seba, mulher de Urias, o Heteu.

Quando Natã, o profeta, vem até o rei Davi, lhe traz uma história que refletia exatamente o que Davi havia feito. Davi, ouvindo a história fica indignado (sem perceber que a história na verdade era a dele) e diz que o homem que praticara tal ato, era digno de morte. Espero que vocês conheçam esta história, se não, leiam 2 Samuel capítulos 11 e 12.

No momento em que Natã revela a Davi que, na verdade, a história era a do próprio rei com Bate-Seba, Davi exclama: Pequei contra o Senhor. E mais nada.

Vejam, neste momento, Davi poderia ter arranjado uma infinidade de desculpas para justificar o seu ato. E a justificativa é sempre uma tentativa de amenizar o peso do seu erro com argumentos meramente humanos, que nada refletem o que Jesus nos ensinou e o que foi tão largamente pregado pelo apóstolo Paulo. Quando Davi simplesmente assume seu erro, sem tentar desviar a culpa, ele recebe o perdão. O mais interessante é que tudo acontece no mesmo versículo: Davi assume e recebe o perdão.

Se formos comparar com outros homens da bíblia que passaram por situação semelhante mas tentaram, de algum modo, justificar seu erro, vemos que a consequência do pecado de Davi é extremamente amenizada em relação à dos outros homens (Adão, Moisés, Saul, Ananias, entre outros).

Amados, o que quero dizer é: o pecado é pecado, e traz consequências. Justificativas egoístas apenas revelam falta de arrependimento e falta de entendimento, pensando que Deus é um juiz tirano e corrupto, que pode ser comprado com argumentos.

Não peque, mas se pecar, seja verdadeiro com Deus.

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário