Versículo

Versículo do dia – A morte de Osama Bin Laden

“Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;” (Mateus 6:14)

É interessante notar a reação das pessoas ante a suposta morte do terrorista Osama Bin Laden. Muitos estão comemorando, outros clamam para quem quiser ouvir que ele merecia algo muito pior, por todas as maldades que fez. Uns chegam a dizer que queriam ver a sua cabeça para ter certeza de que ele realmente está morto.

Não podemos negar que ele assumiu ter feito coisas coisas terríveis, mas também não podemos julgá-lo. Vamos parar para pensar, será que Jesus o condenaria se estivesse aqui?

Ahhh André, mas ele é um terrorista, o que ele fez nas torres gêmeas não tem perdão… Será que não? Jesus não morreu também por este pecado? Ou será que Ele se esqueceu deste?

Amados, os nossos pecados foram tão graves quanto os dele, feriram tanto o coração de Deus quanto os que ele cometeu. Entre nós e o terrorista não existe diferença. Então, podemos julgá-lo?

Se você perdeu um ente querido por causa dele, ou por algum motivo se sentiu ofendido com o que escrevi, perdoe-me, mas é a verdade. Talvez, se eu tivesse perdido alguém por causa deste homem, seria bem difícil escrever isso. Todavia eu sei que o perdão não é um sentimento, e sim uma decisão. Mesmo que fosse difícil, eu tomaria a decisão de perdoar, pois, como está escrito na palavra de Deus: “Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.” (Mateus 6:15)

Agora, vamos analisar outra coisa? Você pode estar pensando que realmente, devemos perdoá-lo e tudo o mais. Porém, e aquele irmão que não te cumprimentou na igreja, ou aquele companheiro de trabalho que não foi muito educado com você? E o cara que estava no trânsito e te fechou? E o motorista do ônibus que não parou para você entrar? E o seu primo que ficou tirando sarro da sua cara? Estes você tem perdoado?

Talvez, para você seja fácil perdoar alguém que está longe e nunca te fez nada, como o terrorista. Mas e o seu vizinho? Este você tem perdoado?

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário