Versículo

Se queres ser perfeito

Bíblia e caneca, em frente ao lago
André
Escrito por André

“Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá aos pobres e terás um tesouro no céu; depois, vem e segue-me.” (Mateus 19:21)

Após falar sobre a salvação, Jesus comenta com o jovem rico que, se ele quisesse ser perfeito, deveria vender tudo, dar aos pobres e segui-lo.

Nesta passagem, Cristo estava falando sobre três coisas essenciais para nós:

1 – Desapego ao mundo: “vai e vende teus bens”, se desfaça daquilo que é mundano e te prende. Jesus não estava pregando a humildade, Ele estava falando sobre o desapego que temos que ter com todas as coisas que nos prendem a esse mundo. O dinheiro é apenas uma delas. Nesse ponto a sua reflexão deve ser: “O que tem me prendido ao mundo? O que tem me impedido de avançar em Cristo?”.

2 – Desapego ao eu: “dá aos pobres”, ou seja, deixe o egocentrismo e o egoísmo para trás. Jesus estava ensinando que, para o cristão perfeito, o próximo é sempre mais importante que o eu, que o amor ao próximo é a base da vida com Deus. Aqui, a reflexão pode ser: “Tenho amado ao meu próximo como a mim mesmo, ou tenho ignorado esse versículo?”.

3 – Desapego aos sonhos: “vem e segue-me”. O que Jesus está falando aqui é que nós não devemos ter como prioridade os nossos sonhos ou os nossos desejos, antes devemos olhar e almejar o caminho e a vida que Deus tem para nós. Em síntese é o seguinte: abra mão dos seus sonhos e viva a perfeita vontade de Deus. Essa vontade de Deus para nossas vidas é muito melhor que o melhor de nossos sonhos. Nesta parte final do versículo, a reflexão baseia-se em: “tenho buscado a vontade de Deus ou os meus planos?”.

Se conseguirmos ler este trecho da Palavra e fazer essas reflexões, certamente nos aproximaremos mais da vontade de Deus e teremos um tesouro no céu.

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário