Enfrentando o inesperado

Enfrentando o inesperado

Reuniram-se os filisteus para pelejar contra Israel: trinta mil carros, e seis mil cavaleiros, e povo em multidão como a areia que está à beira-mar; e subiram e se acamparam em Micmás, ao oriente de Bete-Áven.” (1 Samuel 13:5)

Às vezes a vida nos traz algumas surpresas desagradáveis, o inesperado vem e ficamos assustados. Foi o que aconteceu com Saul neste episódio: Jônatas havia acabado de vencer uma batalha contra os filisteus, mas o revide foi maior que o esperado pelo rei.

O povo, acuado, foge para os lugares mais escabrosos, desde cavernas até túmulos. O Rei, temendo pela dispersão do povo, resolve ir contra a direção do sacerdote, ir contra a direção de Deus.

É exatamente o que fazemos em momentos similares. Quando o inesperado surge, encontramos diversas maneiras de “resolver o problema” por nós mesmos, com nossa própria força.

O inesperado nos traz medo, é normal que tomemos algumas atitudes por impulso, mas não é correto.

Pense nisso: existe algo inesperado para Deus, Ele pode ser surpreendido? Existe algo ruim o suficiente para amedrontar a Deus? Ele toma alguma atitude no calor do momento, sem ter controle do que está acontecendo?

Servimos um Deus que não pode se abalar. Por qual motivo nós nos abalaríamos?

Se você está enfrentando uma situação inesperada, confie em Deus. Simplesmente confie em Deus.

Paz.

Deixe um comentário