Bíblia aberta e caneta - Homens de pequena fé

Compaixão pela multidão

O relacionamento de Jesus com a multidão e com os discípulos era muito diferente. Isso não significa que a multidão não recebia nada de Jesus. Uma coisa que vemos claramente é como o Senhor se compadecia das angústias daquelas pessoas. Um exemplo disso aconteceu no momento do milagre da segunda multiplicação de pães e peixes:

“E Jesus, chamando os seus discípulos, disse: Tenho compaixão da multidão, porque já está comigo há três dias e não tem o que comer, e não quero despedi-la em jejum, para que não desfaleça no caminho. Então, mandou à multidão que se assentasse no chão.” (Mateus 15:32‭,35)

O fato de que aquelas pessoas não estavam dispostas a se tornarem discípulos de Cristo, não fazia com que ele não olhasse para elas com olhos de amor e compaixão. Jesus cuidava daquelas pessoas, as curava, ensinava e fazia todo o necessário.

O que precisamos aprender aqui é que Jesus não fez acepção do posicionamento das pessoas para ama-las e servi-las, ele simplesmente ama.

E nós? Que nos consideramos bons cristãos, discípulos do Senhor? Temos amado às pessoas como Ele amou?

Paz.

Deixe um comentário