Versículo

A luz brilha em meio a trevas

Luzes acesas
Ricardo Cirilo
Escrito por Ricardo Cirilo

“A luz brilha nas trevas, e as trevas não a derrotaram.” (João 1:5)

Aqui na minha cidade, nós temos um lugar onde diversas igrejas adotaram para realizarem momentos de oração, é um monte, uma montanha que fica em um certo bairro aqui na cidade. Um lugar bem tranquilo, onde se pode ter um momento a sós com Deus, é bem legal. E a minha igreja está fazendo um período de oração nesse monte, por um propósito específico. Em uma dessas idas ao monte, eu estava orando, e parei um pouco para observar o lugar, é um lugar bem bonito, e na minha frente algo me chamou a atenção.

Em meio a tantas árvores, todas praticamente iguais, tinha uma, bem no meio delas, bem diferente. Ela tinha umas flores amarelas, e estava cheia dessas flores, e dava um contraste com o resto das árvores.

Com isso Deus falou algo em meu coração. Ele me disse que como aquela árvore estava ali, cheia de vida , no meio de tantas outras iguais, assim ele fará com nossas vidas. Ele quer nos fazer luz em meio as trevas, e chegado o tempo onde nós, cristãos, através do poder dele, emanaremos a sua vida!

E não para por aí, essa luz e essa vida irá atingir outras pessoas, e logo todas as pessoas ao nosso redor, ficarão iguais àquela árvore: cheias de vida.

Por isso, seja luz, compartilhe a vida que existe dentro de você, deixe Deus te usar. É chegado o tempo onde a glória de Deus irá se manifestar como nunca antes! Em nome de Jesus!

“Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte. E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus”. (Mateus 5:15-17)

Deus abençoe!

Sobre o autor

Ricardo Cirilo

Ricardo Cirilo

Cristão, casado, vinte e poucos anos, apaixonado por futebol e descobrindo os prazeres de escrever.

Deixe um comentário