Música

Discopraise – Novo clipe

Fica difícil avaliar um clipe numa data tão próxima do lançamento do clipe Vou Crer, do André Valadão, que analisamos aqui. Mas vou tentar esquecer o que vi em Vou Crer e analisar da maneira mais imparcial possível.

Comecemos pela letra. Muito boa, realmente gostei demais, talvez seja o melhor aspecto do clipe.

Eu escrevo este post enquanto vejo o clipe, e neste exato momento, aos quatro minutos e dez segundos vejo uma cena que me faz mudar totalmente a análise que faria, mas tudo bem, vou continuar.

A música é boa também, os instrumentos estão colocados corretamente em cada momento da música, a harmonia é constante e tudo soa muito bem.

O vídeo, perdoem-me todos que pensam diferente, mas o vídeo deixa a desejar. Não por culpa da banda, mas o senhor Eduardo de Nadal poderia alterar algumas coisas. Tudo começa muito bem, com passos na água, muito interessante, mas logo tudo se perde, com imagens que não condizem com o que está sendo cantado, tomadas de câmera extremamente rápidas e clássicas.

Não estou dizendo que o trabalho é ruim, mas também não é o melhor que já vi. Como disse, a música é extremamente boa, mas o clipe ficou para trás.

Voltemos aos 4 minutos do vídeo. Eles fazem uma tomada onde querem lembrar Abbey Road dos Beatles, isso acabou com o clipe, na boa. (Tá bom, aqui perdi um pouco a linha, mas não gostei mesmo)

Novamente, perdoem-me pela análise fria do clipe de uma música tão boa. Abaixo o clipe:

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário