Mensagem

Restituindo o que foi defraudado

“Eis-me aqui, testemunhai contra mim perante o SENHOR e perante o seu ungido: de quem tomei o boi? De quem tomei o jumento? A quem defraudei? A quem oprimi? E das mãos de quem aceitei suborno para encobrir com ele os meus olhos? E vo-lo restituirei.” (1 Samuel 12:3)

“Entrementes, Zaqueu se levantou e disse ao Senhor: Senhor, resolvo dar aos pobres a metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, restituo quatro vezes mais.” (Lucas 19:8)

Estas duas passagens, uma de Samuel, no velho testamento, outra de Zaqueu, no novo testamento, nos mostram algo importante: um dos frutos de um coração limpo é a disposição de resolver os problemas que causou no passado.

A nossa conversão é muito mais que levantar a mão numa igreja e fazer uma oração. O nosso processo de conversão deve passar pela etapa de resolver as coisas do passado, de “quitar nossas dívidas” e deve voltar a esta etapa sempre que necessário.

Se você magoou alguém, peça perdão no tempo oportuno. Se você ficou devendo algum dinheiro, procure resolver. Se você cometeu um crime, se acerte, corrija seu erro. Faça tudo conforme a orientação do Espírito Santo. Eu tenho certeza de que Ele lhe ensinará o caminho para isso.

O pecado foi perdoado por Deus, mas para que tenhamos um bom testemunho diante dos homens, é necessário tratarmos adequadamente nossos erros do passado.

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário