Mensagem

Primeiro os mais próximos

“E, ao terceiro dia, fizeram-se umas bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus. E foi também convidado Jesus e os seus discípulos para as bodas. E, faltando vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho. Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora. Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser. E estavam ali postas seis talhas de pedra, para as purificações dos judeus, e em cada uma cabiam dois ou três almudes. Disse-lhes Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima. E disse-lhes: Tirai agora, e levai ao mestre-sala. E levaram. E, logo que o mestre-sala provou a água feita vinho (não sabendo de onde viera, se bem que o sabiam os serventes que tinham tirado a água), chamou o mestre-sala ao esposo.
E disse-lhe: Todo o homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho. Jesus principiou assim os seus sinais em Caná da Galiléia, e manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele.” (João 2:1-11)

Sempre me intrigou um pouco este primeiro milagre de Jesus. Transformar a água em vinho em um casamento, por vezes, me pareceu um tanto quanto pequeno. A cura de um cego de nascença, por exemplo, seria algo mais notório.

Entretanto, é certo que Cristo não escolheu este milagre à toa, mesmo porque, caso Ele quisesse algo mais exuberante, poderia ter deixado esta chance passar. Logo, por qual motivo este milagre aconteceu? Obviamente a resposta para esta pergunta não é simples como o que pretendo expor aqui, mas creio que podemos extrair um ponto importante.

O começo do texto nos diz que seus discípulos estavam com Ele e viram este milagre, além de alguns poucos serventes. O final do texto diz que, por isso, seus discípulos creram nEle.

O que eu consigo entender com isso, analisando juntamente outras histórias como a de Marta e Maria, Elias e Eliseu, Noemi e Rute, é que, quem está mais próximo, vai receber o melhor, vai receber primeiro. Vai ter mais revelação, mais intimidade, mais sabedoria, mais unção, mais provisão, mais amor, mais cuidado, mais correção.

Logo, quanto mais próximo eu estiver de Cristo, da Sua palavra, de Seu Espírito, mais receberei.

Meu amado, se você quer receber mais, esteja mais próximo. Se quer mais unção, busque mais, ore mais, tenha mais intimidade com o Mestre.

Paz.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário