Bíblia e óculos

Já não os chamo servos

“Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu tornei conhecido a vocês.” (João 15:15)

Jesus teve um relacionamento muito próximo com seus discípulos, um relacionamento com o objetivo de levar aquelas pessoas a frutificarem. Isso nos ensina muito sobre como devemos encarar os nossos relacionamentos.

A primeira coisa sobre a qual devemos refletir é se os nossos relacionamentos tem nos aproximado ou nos distanciado de Deus. Se o relacionamento não tem servido ao propósito maior de nossas vidas, que é o de dar frutos para o Pai, devemos repensar nossas atitudes ante esses relacionamentos.

Não estou aqui dizendo que você deve sair acabando com antigas amizades, pelo contrário, deve continuar próximo de várias pessoas, mas sempre com o seu propósito muito claro em seu coração.

Também devemos refletir se temos andado realmente como família com os nossos irmãos da igreja. Vivemos numa época de relacionamentos muito efêmeros, onde tudo é passageiro e distante. Jesus nos ensinou com o seu exemplo a vivermos próximos daqueles que têm a mesma fé, caminhando com estas pessoas todos os dias, deixando que nos conheçam e nos ensinem. Esse tipo de relacionamento vai nos ajudar a dar muitos frutos.

“Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas procuremos encorajar-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês veem que se aproxima o Dia.” (Hebreus 10:25)

Por isso, as reflexões que você deve fazer são:

  • Tenho vivido com meus irmãos de igreja como família?
  • Meus relacionamentos têm me ajudado a cumprir meu propósito?

Paz.

Deixe um comentário