Bíblia virando página

Eu sou o Senhor!

A libertação do povo de Israel do Egito nos ensina muitas coisas. É uma história que todos nós devemos conhecer.

Uma das coisas que aprendo nessa história é que Deus é o nosso SENHOR e isso não é negociável. Veja como ele se apresenta nestes versos:

“E eu passarei pela terra do Egito esta noite e ferirei todo primogênito na terra do Egito, desde os homens até aos animais; e sobre todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o Senhor . E aquele sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo eu sangue, passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga de mortandade, quando eu ferir a terra do Egito.” (Êxodo 12:12‭-‬13)

Note como a frase “Eu sou o Senhor” se destaca em meio ao texto. Talvez isso aconteça por parecer que ela está fora de contexto. Mas não está. Aquilo era algo que os israelitas deveriam prestar muita atenção: Deus estava para fazer algo terrível com o Egito e Israel precisava saber que Ele era o Senhor, assim não questionariam Sua autoridade.

Essa não foi a primeira vez que Deus se apresenta como Senhor, mas é um exemplo muito interessante para o propósito desse post.

Imagine o que aconteceria se algum israelita não passasse o sangue do cordeiro em sua casa. Acredito eu que aquela família sofreria a mesma consequência que os egípcios sofreram.

Isso reflete diretamente em nossas vidas. Se no dia do juízo não tivermos com o sangue do cordeiro sobre nós, o que acontecerá conosco?

Cobrir-se com um sangue do cordeiro, no caso de Israel no Egito, foi uma figura para as nossas vidas, que precisam estar cobertas com o sangue do cordeiro imaculado.

Isso é tão importante, é algo que devemos levar tão a sério, que Deus diz: “nunca se esqueçam, EU sou o SENHOR, em minhas mãos está o juízo de toda a terra. Eu lhes dei a salvação através do cordeiro. Estejam sob esse sangue pois, do contrário, o mesmo juízo virá sobre vocês.”.

Obviamente Deus não disse exatamente isso na Bíblia, essa é uma interpretação que estou fazendo daquilo que leio e entendo.

Por fim, o recado é: ande sempre debaixo do sangue de Cristo, sem nunca se desviar.

Paz.

Deixe um comentário