Estudo de Provérbios 29

O capítulo 29 de Provérbios é o último que fala sobre os “Provérbios de Salomão que os homens de Ezequias, rei de Judá, transcreveram”. Na realidade, este capítulo contém os últimos provérbios escritos por Salomão. Nos capítulos 30 e 31, os dois últimos deste livro, são compostos por Provérbios escritos por outras pessoas.

Neste capítulo, temos alguns temas que se apresentam com certa constância:

  • Retidão
  • Reinado
  • Repreensão

Além de diversos outros provérbios muito importantes para nós que são relacionados a outros assuntos.

Escolhi alguns deles para estudar um pouco mais.

Ame a repreensão

O primeiro versículo deste capítulo de Provérbios 29 é muito importante:

“O Homem que muitas vezes repreendido endurece a cerviz, de repente será destruído sem que haja remédio.”

Provérbios 29:1

Um ponto interessante sobre a maneira como eu li inicialmente esse verso e ele me causou grande confusão: antes de entendê-lo corretamente, eu li este texto com uma vírgula onde não existia:

“O Homem que muitas vezes repreendido, endurece a cerviz, de repente será destruído sem que haja remédio.”

Quando li o texto dessa maneira fiquei pensando que talvez Salomão estivesse nos ensinando que não devemos repreender uma pessoa muitas vezes, pois ela poderia não querer mais nos ouvir e seríamos os responsáveis pela sua destruição.

Note como uma leitura descuidada ou o desconhecimento de regras gramaticais pode nos fazer cometer erros simples, como esse que eu cometi. Meu primeiro pedido, até aqui, é: estude, tanto a bíblia quando a língua portuguesa, leia com atenção. Se você tiver dúvidas de interpretação da Palavra, pergunte para alguém mais experiente e estude mais sobre o assunto. Não seja descuidada ou preguiçoso na sua dedicação à Palavra.

O que Salomão está nos ensinando aqui, na verdade, é que a pessoa que é repreendida e não aceita aquilo (“endurece a cerviz”), cairá em destruição. Ou seja: aceite a repreensão das pessoas. Quando alguém lhe disser que você está fazendo algo de errado, pense sobre aquilo antes de rejeitar ou de dar um desculpa. Reflita com o Espírito Santo e a Palavra sobre a sua conduta, sobre o que é o certo e o errado.

Algo muito comum que vejo acontecendo é um pastor, líder ou discipulador de alguém lhe corrigir em algo e essa pessoa se revoltar. Essa revolta não vai atingir a pessoa que trouxe a repreensão, vai atingir apenas a pessoa que não a recebeu.

Um exemplo que me veio muito rapidamente à memória é o de Lucas 23:

“E um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava dele, dizendo: Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo, e a nós. Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez. E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino. E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.”

Lucas 23:39-43

Note que a Palavra não fala mais nada sobre o primeiro malfeitor, aquele que ozmbou de Cristo. Porém, sobre o segundo, o que repreendeu o primeiro, temos o relato de Cristo dizendo “hoje estarás comigo no Paraíso”.

O primeiro ladrão, aparentemente, não aceitou a repreensão do segundo. Pelo menos não temos esse relato na Palavra. A destruição dele, veio somente para ele mesmo, e não para aquele que lhe trouxe a repreensão.

Quando alguém nos corrige e nós negamos aquilo sem nem mesmo refletir sobre o assunto, não estamos fazendo mal a ninguém mais que a nós mesmos.

Note que não estou dizendo que você deve aceitar todas as coisas que as pessoas lhe dizem mudando qualquer comportamento ou atitude que você tenha. Nem estou dizendo que você precisa mudar tudo e qualquer coisa que alguém trouxer sobre você.

O que estou dizendo é que você deve aceitar aquilo que a pessoa falar sem fazer cara feia, sem se fechar, negando ou dando desculpas sobre os seus motivos. Você deve aceitar o que a pessoa diz, meditar, refletir e orar sobre aquele assunto para entender o que a Palavra diz e o que o Espírito irá lhe direcionar a fazer. Algumas vezes você vai descartar o que a pessoa falou e outras vezes vai entender que a pessoa estava certa e você errada.

No versículo de Provérbios 29 lemos o seguinte:

“A vara e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma, envergonha a sua mãe.”

Provérbios 29:15

Quantas vezes, tal qual uma criança, precisamos ser corrigidos pelos nossos líderes, pastores, discipuladores, etc?

Da mesma forma que um pai ou uma mãe corrige seus filhos e filhas, nós devemos receber a correção das pessoas que Deus colocou para caminhar conosco. Em muitos aspectos da nossa fé, somos como crianças aprendendo a viver, e isso não depende da idade.

Lembro-me de uma vez que um professor de um curso bíblico, muito mais experiente que eu, repreendeu-me sobre um pensamento incorreto que eu estava tendo. No início fiquei chocado com suas palavras mas, em pouco tempo pude perceber duas coisas:

  1. Ele estava falando aquilo pois buscava o meu bem
  2. Ele estava certo sobre o que estava falando

Tenho a certeza das palavras de Salomão: se eu tivesse endurecido a minha cerviz, se tivesse fechado a cara e nem mesmo refletido sobre o que aquele professor estava me ensinando, eu poderia nem na igreja estar mais.

Note ainda o que Salomão nos ensina em Provérbios 15:

“Os ouvidos que atendem à repreensão da vida farão a sua morada no meio dos sábios. O que rejeita a instrução menospreza a própria alma, mas o que escuta a repreensão adquire entendimento.”

Provérbios 15:31,32

A grande reflexão que faço aqui com Salomão é que nós devemos tomar cuidado com a maneira como recebemos a repreensão das pessoas. Reflita sobre isso, lembre-se de momentos onde alguém lhe repreendeu, como você reagiu e qual foi o resultado daquilo.

Paz.

Deixe um comentário