Estudo de Atos 3

Neste estudo de Atos 3 veremos que este é um capítulo simples, mas com vários ensinamentos para nossas vidas. Nele veremos os seguintes eventos:

  • A cura de um coxo
  • O segundo discurso de Pedro

Pedro já tinha feito um discurso no capítulo 2, onde se converteram três mil pessoas e aqui faz o segundo discurso que é relatado em Atos.

A cura do coxo

Vamos começar analisando o versículo 1:

“E Pedro e João subiam juntos ao templo à hora da oração, a nona.”

Atos 3:1

É um costume dos judeus separar alguns momentos específicos do dia para oração. Note que, aparentemente, Pedro e João mantiveram a tradição de orar no templo nestes momentos específicos.

“E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda. E, tomando-o pela mão direita, o levantou, e logo os seus pés e artelhos se firmaram. E, saltando ele, pôs-se em pé, e andou, e entrou com eles no templo, andando, e saltando, e louvando a Deus. E todo o povo o viu andar e louvar a Deus;”

Atos 3:6-9

Aqui passamos pelo milagre que é operado na vida desse coxo. Não consigo deixar de lembrar da cura que é feita através de Jesus em João 5. Uma pessoa nas mesmas condições, igualmente pedindo esmolas.

Quando fizemos o estudo de João 5, falei o motivo desta pessoa estar ali, pedindo esmolas. A mesma explicação se aplica aqui para este homem que ficava à porta do templo.

É interessantes perceber que Pedro não oferece a esse homem o que ele está pedindo ali, mas algo que ele precisava e que, principalmente, glorificaria a Deus. Caso Pedro e João dessem esmolas para aquele homem, seria algo muito bom, mas muito mais para eles mesmos fazerem uma boa obra do que visando exclusivamente a glória de Deus.

Quando Pedro, em nome de Jesus, cura aquela pessoa, toda a glória é do Senhor e Pedro consegue seguir com seu discurso.

O ensinamento que temos aqui é que podemos fazer boas obras sem a intenção de glorificar a Deus. Como aquelas pessoas judias, que davam esmolas de maneira costumeira e para saciaram a necessidade que tinham de fazer boas obras. Devemos buscar a glória de Deus em tudo o que fazemos, das coisas mais corriqueiras, às coisas mais impressionantes.

Ficaram cheios de pasmo e assombro

“E conheciam-no, pois era ele o que se assentava a pedir esmola à porta Formosa do templo; e ficaram cheios de pasmo e assombro, pelo que lhe acontecera.”

Atos 3:10

Quando leio que o povo ficou assombrado com o que viram acontecer me parece que eles esperavam que, após a morte de Cristo, as coisas voltariam ao normal, seus seguidores se dispersariam e nunca mais aquele nome fosse pregado. Enganaram-se.

Muitos destes judeus não presenciaram a ressurreição e a ascenção de Jesus, logo, realmente poderiam pensar que tinham conseguido eliminar a ideia de que Jesus é o Cristo.

Quando percebem que aquele homem havia sido curado, talvez, estivessem começando a entender o que estava acontecendo: o plano para matar Jesus havia falhado.

Neste ponto, vale lembrar: Jesus triunfou sobre a morte, sobre seus perseguidores, sobre a cruz, sobre o pecado. Ele acabou com o poder e o domínio que o pecado exercia sobre as nossas vidas e nos ofereceu um novo caminho até o Pai. Tudo o que é necessário que façamos é nos arrependermos de nossos pecados e aceitá-lo como Senhor. Isso é maravilhoso.

O discurso de Pedro

Vale analisar também o discurso de Pedro:

“E quando Pedro viu isto, disse ao povo: Homens israelitas, por que vos maravilhais disto? Ou, por que olhais tanto para nós, como se por nossa própria virtude ou santidade fizéssemos andar este homem? O Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus de nossos pais, glorificou a seu filho Jesus, a quem vós entregastes e perante a face de Pilatos negastes, tendo ele determinado que fosse solto.”

Atos 3:12,13

Note que aqui, da mesma maneira como acontece no primeiro discurso dele, em Atos 2, ele rapidamente sai do assunto menos importante para o que era realmente necessário.

O primeiro assunto menos importante era: um homem foi curado. Foi muito importante que ele tenha sido curado, mas esse não era o foco. O foco era mostrar Jesus.

O segundo assunto que não era tão importante, eram eles mesmos. Pedro faz questão de tirar o foco deles próprios para levar para Cristo.

Isso nos ensina algo importante: temos que parar de nos preocupar com coisas que são acessórias e voltar nossa atenção principal para Jesus. Exemplos simples são:

  • Quando os dinossauros foram extintos? O que importa é: o que mudou quando Cristo se entregou?
  • Quanto tempo passou entre Gênesis 1:1 e Gênesis 1:2? O que importa é: Cristo sempre existiu, Ele estava lá durante a criação.
  • Como vai funcionar o reinado de Cristo? O que importa é: Cristo reina! Ele venceu a morte e está assentado à direita de Deus!
  • Eu devo ir para a igreja com a roupa A ou B? Quem vai com a roupa A, vai com a A, quem vai com a roupa B, vai com a B. O que importa é: busque a Deus, com tudo o que você tem, em tudo o que você faz.

Às vezes nos pegamos mais nos detalhes e nos esquecemos do que é principal. Pedro, em seus discursos, cheio do Espírito Santo, nos lembra de focarmos no principal.

O nosso pecado

Durante o discurso, Pedro não deixa de confrontar a audiência com o pecado:

“Mas vós negastes o Santo e o Justo, e pedistes que se vos desse um homem homicida. E matastes o Príncipe da vida, ao qual Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas.”

Atos 3:14,15

É mais um ensinamento para nós, onde devemos nos lembrar que éramos pecadores. Que Deus nos salvou através de Jesus por conta de seu plano maravilhoso e infinito amor. Não foi mérito nosso, não exigiu nenhuma ação nossa além do nosso aceite.

Nós passamos muito tempo de nossas vidas negando o Santo e Justo. Muitas vezes pedimos o pecado ao invés da santificação. Muitas vezes concordamos, com nossos pecados, com a crucificação de Cristo e ignoramos que Ele morreu e ressuscitou por nós.

Porém, no mesmo discurso, Pedro também mostra o caminho:

“Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor,”

Atos 3:19

O que é necessário é que nos arrependamos, de maneira contínua, de nossos pecados e vivamos para a glória de Deus. No processo de santificação precisamos continuamente abandonar o pecado, nos arrependendo e mudando de direção.

Isso fará com que nossos pecados sejam apagados e os tempos de refrigério venham.

Mais referências

Assim como Pedro fez no primeiro discuros, novamente, aqui neste discurso ele faz referências a alguns textos do velho testamento:

“Porque Moisés disse aos pais: O Senhor vosso Deus levantará de entre vossos irmãos um profeta semelhante a mim; a ele ouvireis em tudo quanto vos disser. E acontecerá que toda a alma que não escutar esse profeta será exterminada dentre o povo.”

Atos 3:22,23

Nesta passagem de seu discurso ele está se referindo ao que está escrito em Deuterônomio 18:15-19. Falei sobre o motivo e a importância disso, no estudo de Atos 2.

O que aprendemos?

Para resumir, o que aprendemos aqui é que devemos focar no que é principal: glorificar a Deus em tudo o que fazemos, nos desviando do que não é importante e nos arrependendo de nossos pecados.

Tenho certeza que, se levarmos a vida com isso em mente, as coisas serão realmente mais fáceis.

Desafio do capítulo

Neste capítulo, meu desafio para você é: identifique outros textos da Palavra com discursos poderosos e coloque aqui no comentário o motivo de você ter escolhido esse discurso.

0 comentário em “Estudo de Atos 3”

  1. Pingback: Estudo de Atos 4 - JC na Veia

Deixe um comentário