Bíblia aberta

Aproximar-se ou afastar-se da presença de Deus?

Quando eu li pela primeira vez a passagem onde o povo escolheu não estar perto de Deus, fiquei espantado.

Após lê-la novamente diversas vezes comecei a perceber outras características que haviam passado sem que eu percebesse. Estou falando dessa passagem:

“E todo o povo viu os trovões, e os relâmpagos, e o sonido da buzina, e o monte fumegando; e o povo, vendo isso, retirou-se e pôs-se de longe. E disseram a Moisés: Fala tu conosco, e ouviremos; e não fale Deus conosco, para que não morramos. E disse Moisés ao povo: Não temais, que Deus veio para provar-vos e para que o seu temor esteja diante de vós, para que não pequeis. E o povo estava em pé de longe; Moisés, porém, se chegou à escuridade, onde Deus estava.” (Êxodo 20:18‭-‬21)

Na verdade essa história começa muito antes. Vemos um ponto importante no capítulo 19, que culmina neste momento, no capítulo 20, quando o povo opta por não ouvir ao SENHOR. Porém essa história começou ainda no Egito.

Eu entendo a atitude do povo. Esse mesmo povo havia visto tudo o que Deus fez no Egito para livrá-los de Faraó. Foram dez pragas que acabaram com tudo o que os egípcios tinham, sem tocar em um só fio de cabelo dos israelitas.

Esse mesmo povo viu como foi com mão poderosa que o exército egípcio morreu no mar vermelho. Deus estava se manifestando de maneira assustadora contra aqueles que faziam afronta a Ele.

Então Deus lhes aparece como nuvem e como coluna de fogo. No monte, a fumaça, trovões, tremores e som da buzina eram constantes e poderosos.

O povo estava com medo de perecer. Eu consigo entender isso.

A mesma coisa acontece conosco. Quando estamos começando a conhecer ao SENHOR, vemos o Seu amor, Sua graça, Seu livramento e milagres. Somos, num paralelo, o povo de Israel saindo do Egito e vendo quantas maravilhas o SENHOR estava fazendo.

Então, após algum tempo de caminhada, Deus nos chama mais para perto, nos chama para caminhar com Ele de uma maneira mais íntima. Ele quer falar conosco, quer que ouçamos sua poderosa voz e sigamos suas direções. Nesse momento nossa carne começa a ser afrontada, pecados são revelados, entendemos que não podemos continuar como antes. É como o povo de Israel vendo o poder de Deus no monte.

Nesse momento, um importante momento de decisão, temos que entender o que vamos fazer: aproximar-se de Deus para ouvir a Sua voz, ou voltar atrás e pedir para Moisés nos contar o que está acontecendo.

As pessoas que optam por dar um passo a frente, na direção de Deus, negando a sua carne e tomando a sua cruz, recebem tudo o que Deus quer fazer. Os que optam por se distanciarem, por sua vez, acabam perdendo o melhor de Deus para suas vidas.

Qual tem sido a sua atitude?

Paz.

Deixe um comentário