Mensagem

Adorando ao Deus que amamos

Eu te amo, ó Senhor, força minha” (Salmo 18:1)

Precisamos dedicar tempo ao Deus que amamos para adorá-lo, expressando a Ele todo o nosso amor, admiração, elogios e gratidão por tudo o que Ele é e faz e pelas bênçãos que já nos foram dadas.

O que é adorar? É ter prazer em glorificar, exaltar a Deus por aquilo que Ele é, por suas qualidades e atributos, expressando todo o carinho, amor, devoção e contemplação pelo ser inefável, incriado, inigualável e incomparável (Rm 11:33-36).

Na adoração expressamos com a nossa boca o que está no espírito de todo o verdadeiro adorador: uma atitude de completa rendição aos pés do Senhor, reconhecendo toda a sua glória, e um desejo intenso de lhe oferecer todo o nosso ser para fazer a sua vontade com o melhor que temos.

Através da adoração confessamos em amor e contemplação aquilo que a Palavra declara que Deus é: Amor (I Jo 4:8), Bom (Sl 119:68), Justo (Sl 11:7), Misericordioso (Dt 4:31), Sábio (Rm 11:33-36), Fiel (Dt 7:9), Grande (Sl 135:5-6), Excelso (Sl 138:6), Bondoso e Compassivo (Sl 145:8), Altíssimo (Sl 97:9), Santo (Sl 99:5), Rei Poderoso (Sl 99:4), Benigno e Longânimo (Sl 86:15), Glorioso e Majestoso (Sl 76:5), Tremendo (Sl 76:7), Pai de órfãos e Juiz de viúvas (Sl 68:5), Rei da Glória (Sl 24:8), Senhor Forte e Poderoso na batalha (Sl 24:8), Senhor dos Exércitos (Sl 24:10), Todo-Poderoso (Gn 17:1), Soberano (I Tm 6:15), Eterno (Gn 21:33), Criador (Is 40:28), Redentor (Is 54:5), Pai (Rm 8:15), Senhor e Salvador (II Pe 3:18) etc.

Por meio da adoração podemos confessar os títulos que a Palavra atribui ao Senhor Jesus Cristo, expressando aquilo que Ele é: Aquele que nos ama (Ap 1:5), Autor da vida (At 3:15), Autor e Consumador da nossa fé (Hb 12:2), Água da vida (Ap 22:17), Bom Pastor (Jo 10:11), Cordeiro de Deus (Jo 1:29), Cabeça da Igreja (Ef 5:23), Conselheiro (Is 9:6) etc.

Precisamos e devemos também adorar, glorificar e exaltar o Espírito Santo, pois Ele, sendo Deus, possui todos os atributos divinos (At 5:1-4), tendo ainda algumas qualificações específicas pelas quais devemos expressar-lhe amor e admiração: O Espírito Santo é a voz de Deus (Is 6:9-10, At 28:25-27, Jr 31:33 e Hb 10:15-16), o sopro (fôlego) de Deus (Jó 33:4 e Jo 20:22), o poder de Deus (Mq 3:8, Lc 1:35 e At 10:38), o selo de Deus (II Co 1:21-22 e Ef 1:13-14) etc.

Na adoração devemos não somente confessar o que Deus é nele mesmo, mas também o que Ele é para nós: “Tu és a minha rocha, a minha fortaleza, e o meu libertador” (Sl 18:2), “Tu és a porção da minha herança” (Sl 16:5), “Tu és a minha grande alegria” (Sl 43:4), “Tu és a minha luz e a minha salvação, a força da minha vida” (Sl 27:1) etc.

Também devemos adorá-lo por Seu Nome (Sl 8:1), Sua Palavra (Sl 19:7-11) e Sua Voz (Sl 29:3-9). Adoremos em todo tempo ao Deus que amamos!

Deus abençoe!
Ronaldo Bezerra

Recebido por e-mail após cadastro no site de Ronaldo Bezerra. Veja muitas outras ministrações no site do cantor.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

2 Comentários

Deixe um comentário