Mensagem

Adoração diária ou rotina?

Perto está o Senhor de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade.” (Salmos 145:18)

Como é bom, como é maravilhoso exaltar o nome do Senhor. Melhor ainda é podermos fazê-lo diariamente.
O que não podemos deixar acontecer é que a nossa fé e devoção tornem-se lugares comuns, acontecimentos programados, automáticos, sem fervor, sem real adoração.

Muitas vezes, por causa de nossa rotina, acabamos deixando a nossa devoção ao Senhor cair também numa perigosa rotina. Não nos achegamos mais a Ele por amor, por submissão, por desejo de buscá-lo, mas simplesmente por obrigação, como se tivéssemos que relatar a Deus o que temos feito ou deixado de fazer, pedindo perdão pelos nossos erros, e pronto.

Não, não é só isso, não podemos fazer assim. Deus nos resgatou, quer nos dar uma vida diariamente nova, quer nos fazer próximos dEle, a cada dia. Nosso desejo deve ser de nos aproximarmos dele com amor verdadeiro, coração puro, sincero, buscando nEle consolo, refrigério, força para a nossa caminhada.

Ele quer nos mostrar coisas novas, boas, e usar-nos para levar seu amor ao mundo. Não, não podemos deixar tudo isso virar uma mera rotina! Tudo isso tem que ser o anseio da nossa alma, culminando na incessante busca em agradá-lo, pois Ele é maravilhoso, e nos trata com amor e carinho.

Cada dia te bendirei e louvarei o teu nome pelos séculos dos séculos.” (Salmos 145:2)

Extraído do blog de meu amado irmão LHDessart.

Sobre o autor

André

André

Cristão, casado, pai, trabalhador. Leva a sério a palavra de Deus e isto muitas vezes o faz não ser bem visto. Ama escrever, por isso, sempre que pode, o faz.

Deixe um comentário