Estudo de Gênesis 27

O capítulo 27 nos apresenta a história de quando Jacó é abençoado no lugar de Esaú, numa maquinação dele com sua mãe. Vamos ver quais aprendizados temos nesse capítulo.

O capítulo apresenta os seguintes eventos:

  • Isaque pede que Esaú faça comida para ele (1 a 4)
  • Rebeca cria um plano para que Jacó seja abençoado (5 a 17)
  • Jacó entrega a comida para o pai e é abençoado (18 a 29)
  • Esaú descobre que Jacó lhe roubou a benção (30 a 40)
  • Esaú decide matar Jacó (41 a 46)

Vamos analisar alguns destes pontos.

O plano de Rebeca

Ao chegar perto do que acreditava ser o final de sua vida, Isaque ignora o que Deus havia falado, de que Esaú serviria Jacó (Gênesis 25:23), e também o fato de que ele havia se casado com mulheres pagãs. Assim, ele pede que Esaú trouxesse uma caça e preparasse algo para ele comer, para que ele pudesse abençoar seu filho.

Com isso, Rebeca, que amava mais a Jacó que Esaú, bola um plano que para que ele, que havia comprado a primogenitura e que havia recebido essa promessa de Deus, recebesse a benção no lugar do seu irmão.

“Vai, agora, ao rebanho e traze-me de lá dois bons cabritos; e eu farei deles um guisado saboroso para teu pai, como ele gosta; e levá-lo-ás a teu pai, para que o coma e para que te abençoe antes da sua morte.”

Gênesis 27:9,10

É uma situação verdadeiramente complexa. Isaque estava errado em ignorar o que Deus havia falado e o fato de Esaú ter se casado com mulheres pagãs. Rebeca estava errada em enganar seu marido e trazer seu filho junto neste erro. Jacó errou ao aceitar a oferta da mãe e ao mentir descaradamente para o pai. Esaú errou ao ignorar os conselhos dos pais em relação ao casamento, ao vender a primogenitura e ao querer matar o irmão. Todos erraram e todos enfrentaram as consequências dos seus erros.

Isaque fica chocado ao entender o que havia acontecido. Rebeca nunca mais vê Jacó. Jacó se separa de sua família e é enganado várias vezes pelo sogro. Esaú acaba servindo seu irmão e passando muito tempo nutrindo raiva.

É isso que acontece quando decidimos fazer as coisas por nós mesmos, sem seguir o que o Senhor nos aconselha a fazer. Deus não nos impede de tomarmos nossas próprias decisões e seguirmos nossas vidas como bem entendermos, só temos que ter clareza de que existem consequências em relação a tudo o que fazemos. A questão aqui é: quais são as consequências que você quer ter em sua vida? As de servir dedicadamente ao Senhor ou as de fazer a sua própria vontade?

A benção sobre Jacó

Tendo sido enganado pela esposa e pelo filho mais novo, Isaque declara a benção dele sobre Jacó:

“Assim, pois, te dê Deus do orvalho dos céus, e das gorduras da terra, e abundância de trigo e de mosto. Sirvam-te povos, e nações se encurvem a ti; sê senhor de teus irmãos, e os filhos da tua mãe se encurvem a ti; malditos sejam os que te amaldiçoarem, e benditos sejam os que te abençoarem.”

Gênesis 27:28,29

Pensando que estava abençoando Esaú, acaba liberando uma poderosa benção sobre a vida de Jacó.

A importância desse momento era tão grande que Isaque não volta atrás no que disse, mesmo após descobrir que havia sido enganado.

Esaú e sua descendência, na maior parte do tempo, acabam servindo Jacó e sua descendência, o povo de Israel. A mesma benção que estava sobre a vida de Abraão passa para a vida de Jacó: “malditos sejam os que te amaldiçoarem, e benditos sejam os que te abençoarem”.

Devemos sempre abençoar nossos filhos. Declarar o que a Palavra fala sobre eles, de maneira que eles aprendam como Deus os vê e saibam que são muito amados.

Jacó vai para Labão

Por fim, Jacó precisa fugir de casa, para escapar da ira de seu irmão:

“Agora, pois, meu filho, ouve a minha voz: levanta-te e acolhe-te a Labão, meu irmão, em Harã; e mora com ele alguns dias, até que passe o furor de teu irmão, até que se desvie de ti a ira de teu irmão, e se esqueça do que lhe fizeste. Então, enviarei e te farei vir de lá. Por que seria eu desfilhada também de vós ambos num mesmo dia?”

Gênesis 27:43-45

Rebeca realmente acreditava que Jacó moraria com Labão apenas alguns dias, mas a verdade é que ela acabou nunca mais vendo o filho que amava.

Jacó vai parar na casa de seu tio Labão, onde se apaixona, mas é enganado várias vezes. O fato de que seria melhor ele se casar com alguém da própria família é usado, talvez, como uma desculpa de Rebeca para que ele vá para lá.

A briga entre Israelitas e Edomitas (filhos de Esaú) dura por muitos séculos, como havia sido predito por Isaque. Os israelitas habitam na terra prometida, enquanto os edomitas habitam numa região seca e infrutífera ao sul do Mar Morto.

O primeiro contato entre os povos descendentes dos dois irmãos se dá no Êxodo, quando Moisés e o povo tentam atravesser um território Edomita em paz, mas são impedidos pelo rei de Edom.

Como era de se esperar, os estudiosos apontam que o povo Edomita era politeísta.

Desafio do capítulo

No capítulo de hoje, seu desafio é comentar aqui em quais outros momentos é comum que nós tentemos alcançar coisas boas através de meios ruins.


❗ Você sabia? ❗

Existem formas de você aprender ainda mais sobre a palavra:

Deixe um comentário