Estudo de 1 Tessalonicenses – Capítulo 4

No capítulo 4 de 1 Tessalonicenses vemos Paulo dando diversas recomendações para esta igreja. O capítulo está organizado da seguinte forma:

  • O andar do cristão (1 a 8)
  • O amor fraternal (9 e 10)
  • Sobre o trabalho (11 e 12)
  • A volta de Jesus e os que já morreram (13 a 18)

Vamos analisar alguns destes pontos.

Como o cristão deve andar

Esta é a segunda parte da carta de Paulo aos Tessaolinicenses. Nesta parte da carta ele dá conselhos muito diretos para aquela igreja. Vemos isso logo nos primeiros versículos deste capítulo. Destaco dois:

“Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, … Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também, antes, vo-lo dissemos e testificamos.”

1 Tessalonicenses 4:3,6

A cidade de Tessalônica era livre, ou seja, tinha um governo próprio, submisso à Roma. Era a capital da Macedônia e por ela passava (ou estava próxima a) uma das principais rotas para Roma.

Por esta alta influência da cultura Romana, era uma cidade onde os pecados sexuais eram muito comuns. Por isso aquela igreja precisava se separar desta cultura e viver um novo estilo de vida, que não desse abertura para qualquer tipo de prática que ferisse a vontade santa de Deus. Creio eu, e não estou sozinho nisso, que foi por esse motivo que Paulo escreveu que eles deveriam se abster da prostituição.

Você vê alguma relação com o que vivemos hoje como sociedade? Eu vejo de maneira clara. Apesar de serem culturas diferentes, alguns aspectos, como a depravação nesta área, fazem com que aquela cidade e a nossa vida hoje em dia sejam muito parecidas.

Como cristãos nós também devemos ir contra a cultura que não reflete o padrão do Reino. Não podemos nos deixar influenciar, não podemos negociar padrões estabelecidos por Deus.

Paulo também afirma aqui eles não deveriam oprimir ou enganar uns aos outros, reforçando o que falou no capítulo 3 sobre a necessidade de amarem uns aos outros. Aparentemente, naquela igreja, algumas pessoas da congregação estavam abusando do amor fraternal das pessoas e tirando proveito delas.

Como comunidade cristã, precisamos nos amar. De maneira ŕática, isso significa que vamos considerar as pessoas como superiores a nós mesmos e que vamos tratá-las como nós gostaríamos de ser tratados, talvez até mesmo melhor que isso.

A necessidade do trabalho

Paulo também dá instruções para essa igreja a respeito da necessidade que temos de nos sustentarmos com nosso próprio trabalho:

“e procureis viver quietos, e tratar dos vossos próprios negócios, e trabalhar com vossas próprias mãos, como já vo-lo temos mandado; para que andeis honestamente para com os que estão de fora e não necessiteis de coisa alguma.”

1 Tessalonicenses 4:11,12

Segundo o lemos na segunda carta de Paulo aos Tessalonicenses (2 Ts 3:11), algumas pessoas dessa igreja estavam deixando de trabalhar pois acreditavam que logo Cristo voltaria. Com isso, estavam sobrecarregando outros cristãos trabalhadores. É por esse motivo que, desde o início da carta, Paulo vem falando sobre o trabalho e deixando mais claro alguns pontos sobre a volta de Cristo.

O ponto que aprendo aqui é que a igreja não deveria depender do mundo. Pelo contrário, o mundo deveria buscar a igreja por auxílio.

A volta de Jesus

Por fim, pela quarta vez, Paulo esclarece mais alguns pontos sobre a volta de Jesus:

“Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro;”

1 Tessalonicenses 4:16

Desta vez Paulo fala sobre como as pessoas que dormem (aquelas que morreram em Cristo) serão resgatadas antes de nós para viverem com Cristo. Também diz que nós nos encontraremos com essas pessoas e isso deve nos servir de consolo quando enfrentamos a perda de pessoas queridas.

Alguns estudiosos argumentam que Paulo escreveu isso pois a igreja de Tessalônica havia perdido alguns irmãos por conta da perseguição que estavam sofrendo.

O que aprendo aqui é que Deus é um pai amoroso. Ele não nos desampara, não nos esquece, não nos deixa sozinhos. Não importa a dor pela qual estejamos passando. Por isso podemos, tranquilamente, descansar nEle.

Para compreender melhor

Como tenho feito neste nosso estudo, aqui também deixo duas atividades para esse estudo de 1 Tessalonicenses, capítulo 4:

  • Versículo para decorar: “Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação.” (1 Tessalonicenses 4:7)
  • Desafio do capítulo: Para este capítulo, seu desafio é testar seus conhecimentos com estas fichas de estudo que eu preparei especificamente para este estudo de Tessalonicenses.

Paz.

Deixe um comentário