Estudo de 1 Pedro – Capítulo 2

No capítulo 2 de 1 Pedro continuamos vendo Pedro falando sobre como nossa nova vida gera uma mudança em nós.

Neste capítulo ele trata dos seguintes assuntos:

  • Crescimento no Senhor (1 a 3)
  • Jesus é a pedra viva (4 a 8)
  • Somos povo de Deus (9 e 10)
  • Testemunho diante das pessoas (11 e 12)
  • Testemunho diante das autoridades (13 a 20)
  • Testemunho diante das adversidades (21 a 25)

Crescimento no Senhor

O primeiro capítulo termina falando da regeneração e o segundo é uma continuação deste assunto. Pedro diz: já que são regenerados, então:

“Deixando, pois, toda malícia, e todo engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações, desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que, por ele, vades crescendo, se é que já provastes que o Senhor é benigno.”

1 Pedro 2:1-3

Como pessoas que receberam uma nova vida, precisamos agora deixar para trás tudo o que fazia parte de nossa antiga vida e desejar crescer no Senhor. Assim como crianças que começam a se alimentar com alimento sólido, devemos querer a Palavra, sem desvios, sem mudanças, como ela se apresenta para nós através do Espírito Santo.

É através desse alimento, a Palavra, que vamos crescer.

Ao finalizar esse trecho com “se é que já provastes que o Senhor é benigno”, Pedro remete o leitor ao Salmo 34:

“Provai e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele confia.”

Salmos 34:8

Somos povo de Deus

Pedro também ensina que nós somos o povo de Deus:

“Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; vós que, em outro tempo, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia.”

1 Pedro 2:9,10

Pedro afirma que somos:

  • Geração eleita
  • Sacerdócio real
  • Nação Santa
  • Povo adquirido

Isso tudo com um objetivo: para anunciarmos as virtudes de Deus.

Nós temos o chamado de levarmos as boas novas da salvação em Cristo para as pessoas à nossa volta. Fomos eleitos para isso, fazemos parte dos sacerdotes do Rei para exaltá-lo, somos uma nação santa que, através da santidade, apresenta Deus ao mundo. Fomos adquiridos, comprados por um alto preço para que nos transformássemos em novas criaturas, que anunciam as virtudes daquele que nos chamou.

Os 3 testemunhos

Vemos ainda 3 testemunhos que devemos dar a partir da nossa nova vida. O primeiro deles é o testemunho que damos para as pessoas à nossa volta:

“Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais, que combatem contra a alma, tendo o vosso viver honesto entre os gentios, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no Dia da visitação, pelas boas obras que em vós observem.”

1 Pedro 2:11,12

A nossa nova vida nos leva à uma mudança de atitude. As pessoas que viam em nós atitudes pecaminosas, desobedientes ou injustas, passam a enxergar uma mudança que glorifica a Deus. O nosso objetivo é glorificar a Deus com tudo o que temos, somos e fazemos. A mudança de comportamento que o Espírito Santo gera em nós nos leva a isso.

Um outro testemunho que devemos dar é com nossas autoridades:

“Sujeitai-vos, pois, a toda ordenação humana por amor do Senhor; quer ao rei, como superior; quer aos governadores, como por ele enviados para castigo dos malfeitores e para louvor dos que fazem o bem.

1 Pedro 2:13,14

Pedro é muito claro ao pedir para seus leitores que se sujeitem à toda ordenação humana, seja o rei, ao governador, a quem for. Importante notar que a nossa submissão às autoridades não é por quem eles são, mas por amor ao Senhor. É por amarmos a Deus que nos submetemos, pois precisamos que o nome dEle seja glorificado com nossas atitudes.

Pedro ainda diz que devemos considerar como se o próprio Senhor tivesse enviado essas autoridades para nossas vidas, para fazer justiça aos malfeitores e aos que fazem o bem. Quando consideramos que essas pessoas são como se tivessem sido enviadas pelo Senhor, a submissão é muito mais fácil.

Sei que este é um tema sensível, logo, trate-o com todo o cuidado que ele merece. Não estou dizendo que devemos nos submeter em todas as situações. Mas isso é assunto para outro dia.

O terceiro testemunho que temos diante da dificuldade:

“Porque para isto sois chamados, pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas, o qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano, o qual, quando o injuriavam, não injuriava e, quando padecia, não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente,”

1 Pedro 2:21-23

Vamos passar por momentos de dificuldades, doenças, problemas e tristezas. Não estamos livres desse tipo de situação. A questão é como vamos reagir quando esses momentos vierem: vamos dar um bom testemunho, seguindo os passos de Cristo, seguindo o Seu exemplo, ou vamos murmurar, praguejar e desistir?

A nossa nova vida em Cristo nos chama para uma mudança completa de atitude, de testemunho e de pensamento.

Desafios do capítulo

Neste estudo, não falamos sobre os versículos 4 a 8. O que você entende sobre estes versículos? Deixe sua resposta num comentário aqui.

Deixe um comentário