Diversos

Waffle, carona, batentes de porta e chão limpo

Mulher orando com a bíblia
Tatiane Maldonado
Escrito por Tatiane Maldonado

Estamos vivendo um tempo complicado da nossa jornada em família, decidimos mudar de casa e, com a direção de Deus, compramos um casa que precisava de uma grande reforma.

Como em toda reforma, houveram desafios, profissionais liberais comprometidos com o serviços e outros nem tanto, essa foi a parte que já esperávamos. Porém, o que chamou a atenção foram situações específicas que Deus mostrou o cuidado dele conosco.

Uma delas, foi em um momento em que peguei peso de forma indevida, tive um edema/fratura, na medula do osso do punho, e isso me rendeu 1 mês de imobilização. Sim, em meio a uma reforma e mudança para organizar, eu não tinha minha mão direita, e a resposta pra você que pergunta se sou destra ou canhota, é que sou destra.

Neste tempo, vivemos aquele trecho da música do Ademar de Campos, “sou grato, por tudo que tenho, família, amigos, muitos irmãos”.

Sinto como se Deus tivesse levantado um exército de pessoas para nos ajudar em tudo: uma amiga que com 3 filhos, sendo uma bebezinha de 3 meses, foi ao mercado e lembrou de comprar os waffles que meus filhos estavam com vontade há um tempão, e que só vende em um supermercado específico na região, onde só consigo ir dirigindo; outras duas amigas, me ajudaram levando e buscando minhas crianças na escola.

Outras pessoas me ajudaram em diversas funções na organização da casa nova: meu pai usando a experiência dele em uma determinada função; meu sogro morando a 40 quilômetros de onde moramos, veio com a minha sogra, nos ajudar em vários coisas; minha mãe também ajudou como pôde, um amigo de pouco tempo de amizade nos doando sua experiência em móveis para nós ajudar com cozinha, banheiro, mudança; amigas que tiraram tempo de seus sossegos, nos doando o melhor que elas tinham para nós oferecer, O tempo delas.

Bom, talvez venham outros posts desta fase nossa, mais este é para falar que Deus usa pessoas para te abençoar, mesmo vc sendo cabeça dura como eu sou, mesmo você tendo vergonha de pedir ajuda, mesmo você achando que consegue carregar tudo sozinho nas costas.

Um braço imobilizado, uma reforma e uma mudança faz você viver um pouco, o que o livro de Eclesiastes nos ensina:

“É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se!” (Eclesiastes 4:9-10)

Que Deus te envie pessoas, como tem enviando a nós!

Paz!

Sobre o autor

Tatiane Maldonado

Tatiane Maldonado

Tatiane Maldonado é casada com o editor do site, por isso ela pode escrever o que quiser por aqui. Mãe de dois filhos, esposa dedicada e corretora de seguros nos escassos momentos que lhe sobram.

Gosta de seriados de meninas, ouve as ministrações da Helena Tanure e curte músicas mais calminhas.

Deixe um comentário