Versículos sobre Vinho

Hoje trazemos para vocês os melhores versículos sobre vinho, todos organizados e comentados para vocês.

Estes textos podem te ajudar a estudar sobre o assunto, montar uma ministração ou até mesmo uma aula.

Sobre o que vamos falar

  1. Os melhores versículos
  2. Vinho como embriaguez
  3. Vinho como alegria
  4. Outros versículos
  5. Curiosidades

Os melhores versículos sobre vinho

Nesta primeira parte do post, separamos os melhores versículos sobre vinho, os que são mais importantes para o nosso entendimento e aqueles que você deve se lembrar.

“E ninguém põe vinho novo em odres velhos; de outra sorte, o vinho novo romperá os odres e entornar-se-á o vinho, e os odres se estragarão.” (Lucas 5:37)

“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito” (Efésios 5:18)

“E, faltando o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho.” (João 2:3)

“Agora, pois, guarda-te de que bebas vinho ou bebida forte, nem comas coisa imunda.” (Juízes 13:4)

“deram-lhe a beber vinho misturado com fel; mas ele, provando-o, não quis beber.” (Mateus 27:34)

Vinho como embriaguez

A embriaguez não é trazida como algo bom na Palavra em nenhum momento. Podemos ver isso de acordo com alguns destes versículos sobre vinho:

“E bebeu do vinho e embebedou-se; e descobriu-se no meio de sua tenda. E viu Cam, o pai de Canaã, a nudez de seu pai e fê-lo saber a ambos seus irmãos, fora. Então, tomaram Sem e Jafé uma capa, puseram-na sobre ambos os seus ombros e, indo virados para trás, cobriram a nudez do seu pai; e os seus rostos eram virados, de maneira que não viram a nudez do seu pai. E despertou Noé do seu vinho e soube o que seu filho menor lhe fizera. E disse: Maldito seja Canaã; servo dos servos seja aos seus irmãos.” (Gênesis 9:21-25)

“E disse-lhe Eli: Até quando estarás tu embriagada? Aparta de ti o teu vinho.” (1 Samuel 1:14)

“Não estejas entre os beberrões de vinho, nem entre os comilões de carne. Porque o beberrão e o comilão cairão em pobreza; e a sonolência faz trazer as vestes rotas.” (Provérbios 23:20‭-‬21)

“A incontinência, e o vinho, e o mosto tiram a inteligência.” (Oseias 4:11)

“não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento;” (1 Timóteo 3:3)

Vinho como alegria

Todavia, o vinho também pode simbolizar alegria, em alguns textos da Palavra:

“Para rir se fazem convites, e o vinho alegra a vida, e por tudo o dinheiro responde.” (Eclesiastes 10:19)

“e o vinho que alegra o seu coração; ele faz reluzir o seu rosto com o azeite e o pão, que fortalece o seu coração” (Salmos 104:15)

Outros versículos sobre vinho

Como sempre fazemos em nossas listas de versículos, separamos um espaço para que nossos leitores nos enviem outros versículos sobre vinho. Por isso, se você se lembra de outro texto importante que não foi mencionado nesse post, deixe o seu comentário.

“A incontinência, e o vinho, e o mosto tiram a inteligência.” (Oséias 4:11)

“Beije-me ele com os beijos da sua boca; porque melhor é o seu amor do que o vinho.” (Cantares 1:2)

Curiosidades

Existem algumas curiosidades nesses versículos sobre vinho que encontramos. A bíblia. Selecionamos alguns deles aqui:

  • יַיִן (yayin) aparece 134 vezes no velho testamento e significa: efervescer, vinho. É a palavra mais usada para descrever e bebida no velho testamento;
  • οἶνος (oinos) aparece 25 vezes no novo testamento e também é utilizado para descrever a palavra vinho. É a palavra mais usada para descrever a palavra vinho no novo testamento;
  • חמר (chamar) aparece 6 vezes no veho testamento. É uma outra palavra, menos utilizada, para mencionar o vinho.
  • Robert Teachout fez a sua dissertação de Th.D. no Seminário Teológico em 1979 sobre “O emprego da palavra ‘vinho’ no Antigo Testamento”. É um dos tratados mais densos sobre o assunto.

Não se esqueça de se inscrever em nosso Canal do Youtube e também de ver as nossas outras listas.

Quer receber nossas novidades em primeira mão? Então se inscreva em nossa newletter:

❗ Você sabia? ❗


Existem formas de você aprender ainda mais sobre a palavra:

1 comentário em “Versículos sobre Vinho”

  1. A VERDADE A RESPEITO DO VINHO NA BÍBLIA SAGRADA.

    “Vai, pois, come com alegria o teu pão .e BEBE O TEU VINHO com coração contente; pois há muito que Deus se agrada das tuas obras.”
    ( Eclesiastes 9:7)

    A Bíblia Sagrada condena a embriaguez (Dt. 21:20; Pv. 20:1; Ro. 13:13; 1 Cor. 6:10; Gal. 5:21; Ef. 5:18; 1 Pe. 4:3). Por outro lado, A Bíblia Sagrada diz que o vinho não é mau. De fato, as Escrituras Sagradas dizem exatamente o contrario, ou seja, segundo a Bíblia, o vinho é bom. Temos o uso do vinho de forma positiva e advertência contra a embriaguez. Por exemplo, a palavra usada para referir-se ao “vinho bom” no casamento em Canaã (do grego oinos), é a mesma palavra usada em Efésios 5:18, “Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem…”. E, uma das palavras para “embriaguez” é oinopotes (Mateus 11.9), uma palavra relacionada ao mesmo grego oinos. Neste versículo, os fariseus acusam a Jesus de ser “um comilão e beberrão”. Jesus, portanto, bebia vinho na companhia das pessoas, e não pecava.
    O vinho, diz a Palavra de Deus, “alegra o coração do homem” (Salmos 104:15; Eclesiastes 9:7). Além do uso recreativo, o vinho também era usado por razões médicas (1 Timóteo 5.23). O vinho tinto tem mostrado suas virtudes em fortalecer o coração, segundo a medicina moderna. Não é de se estranhar que a Bíblia mostre o vinho como uma das benções de Deus dá aos justos (Pv 3.9-10). Nosso Senhor, Jesus Cristo, santificou o uso do vinho no casamento (João 2), e Jesus mesmo bebeu vinho (Mateus 11.18-19).
    Quando Jesus instituiu a Ceia do Senhor, era a festividade da Páscoa. Vinho era a bebida usada na ceia da Páscoa, e Jesus bebeu o “fruto da videira” com os apóstolos (Lucas 22.18). O “fruto da videira” era como os judeus se referiam ao vinho nos tempos de Jesus.
    ““Fruto da videira” é o termo designado por Jesus na instituição da Ceia do Senhor… é a expressão empregada pelos judeus desde tempos imemoriáveis para o vinho tomado nas ocasiões sacras, como a Páscoa e na noite do Sábado (Mishnah Berakoth 6.1). Os gregos também usavam o mesmo termo como sinônimo do vinho que era capaz de produzir intoxicação (Herodotus i.211, 212).” – Davis Dictionary of the Bible Illustrated (Baker, 1973), ed. John D. Davis, p. 868.

    Até Hoje no Seculo XXI Os Judeus Usam Vinho nas Festas Religiosas Judaicas e Casamentos Judaícos.NÂO existe na Religião Judaica Mandamento Com base na Torah ( Os 5 Livros de Moíses)que Proíbe uso Moderado do Vinho.

    Na verdade a Ideia de que um Cristão Não deve Beber Vinho NÃO é Bíblica na Verdade a Ideia de que um Cristão NÃO deve beber Vinho é somente Mandamento de Homens e NÂO de Jesus.

    Por isso Na Verdade um Cristão tem permissão de Beber Vinho Moderamente Segundo a Bíblia Sagrada.

    “Não continue a beber somente água; TOME TAMBÉM UM POUCO DE VINHO , por causa do seu estômago e das suas freqüentes enfermidades.”
    ( 1 Timóteo 5:23)

    A Igreja Cristã Antiga de Jesus Usava Vinho Tinto Na Ceia do SENHOR que na Antiga Igreja Cristã era Realizada Aos Domingos porque foi o Dia que JESUS CRISTO RESSUSCITOU.

    Algumas Igrejas Cristãs Continuam Usando Vinho Tinto Na Ceia do Senhor como Fez JESUS CRISTO NOSSO DEUS.

    O VINHO FOI USADO QUASE UNIVERSALMENTE NA CEIA SENHOR EM TODA A HISTÓRIA DA IGREJA CRISTÃ até 1870. Somente a partir de 1849 isso mudaria. Naquele ano, um pastor congregacionalista, de nome Moses Stuart, publicou um folheto defendendo a ideia de que “quando a Bíblia fala sobre vinho de forma negativa, se refere ao fermentado, e quando a Bíblia louva o vinho, significa… suco de uva.” Obviamente, ele interpretou de forma equivocada o oinos do casamento de Canaã em João 2 como suco de uva, e a mesma palavra oinos em Efésios 5.18 e Mateus 11.19 como “fermentado”.
    Entrementes, o Dr Thomas Welch, um dentista e oficial de uma Igreja Metodista Episcopal em Nova Jersey, estava preocupado sobre o uso do vinho da Comunhão. Sua preocupação devia-se ao crescente problema de embriaguez nos Estados Unidos. Dr. Welch se converteu em um ativista do movimento de Temperança na América, que advogava a total abstinência do álcool. Assim, em 1869, Dr Welch inventou o suco não-fermentado de uvas, e recomendou seu uso ao pastor da sua igreja para a Ceia do Senhor. Em 1916, os Metodistas tornaram o uso do suco de uva obrigatório, e muitas outras Igrejas protestantes seguiram o exemplo(Nem Todas), de modo que a prática se espalhou rapidamente entre as Igrejas evangélicas na América e, a partir dos Estados Unidos, à todo o mundo.
    Porém, vinho, e NÃO suco de Uva, é a bebida Ordenada por Jesus Cristo:O Filho de Deus para a Ceia do Senhor.

    POR OBEDIÊNCIA A JESUS DEVEMOS USAR PÃO AZIMO E VINHO TINTO NA CEIA DO SENHOR.

    Responder

Deixe um comentário